UTIs Covid para adultos estão há 15 dias com taxa de ocupação acima de 90% no Ceará

Entre 9 e 24 de fevereiro, a internação de pacientes infectados passou de 90,25% para 93,21%, conforme dados do IntegraSUS

uti
Legenda: 13 hospitais do Ceará atingiram 100% da capacidade em UTIs
Foto: AFB

No Ceará, os leitos de terapia intensiva exclusivos para o atendimento de pacientes adultos infectados pelo novo coronavírus estão há, pelo menos, 15 dias seguidos com taxa de ocupação superior a 90%. Um levantamento feito pelo Diário do Nordeste com base nos dados do IntegraSUS mostram que do dia 9 de fevereiro até essa quarta-feira (24), o índice de internação em acomodações de alta complexidade cresceu de 90,25% para 93,21%. 

No intervalo, porém, os maiores percentuais foram registrados nos dias 14 (94,3%); 21 e 23 (93,7%); 20 (92,72%); e 11 (92,64%). Já em 24 de janeiro, um mês atrás, 81,43% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para adultos estavam com pacientes em assistência hospitalar. 

Atualmente, a taxa de ocupação geral em leitos de UTI é de 90,19%. O volume considera pacientes internados em UTIs Adulto (93,21%), Neonatal (75,86%), Infantil (61,54%) e Gestante (36,36%). 

Segundo a plataforma, 13 dos 42 hospitais com leitos de UTI ativos para o tratamento de Covid-19, isto é, 30,9% do total, estão sem vagas para novos pacientes. 

Veja as unidades que atingiram 100% da capacidade

  • Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo (8 vagas)
  • Hospital Infantil Albert Sabin (19 vagas)
  • Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo (20 vagas)
  • Hospital Monte Klinikum (19 vagas)
  • Hospital Municipal Dr. João Elísio Holanda (10 vagas)
  • Hospital São Carlos (21 vagas)
  • Hospital São Raimundo (10 vagas)
  • Hospital Unimed de Sobral (3 vagas)
  • Santa Casa de Misericórdia de Sobral (10 vagas)
  • Hospital Universitário Walter Cantídio (6 vagas)
  • Hospital Regional Norte (54 vagas)
  • Hospital São José (8 vagas)
  • Imtavi (7 vagas)

O Hospital Estadual Leonardo da Vinci (HELV), referência no atendimento de Covid-19, tem 123 das 129 vagas de UTI ocupadas (95,39%). Outras unidades com mais de 90% de ocupação: Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (94,12%), Hospital Regional Unimed (96,33%) e Hospital Antonio Prudente (97,83%). 

Contrapartida

Com a rede de saúde pressionada, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) iniciou a ampliação de leitos nos equipamentos públicos. Os hospitais regionais de Juazeiro do Norte, Sobral e Quixeramobim receberão, ao todo, mais 120 leitos.

Uma parceria firmada com o Hospital São Camilo, que administra hospitais financiados pelo Estado, pretende cadastrar 60 novos leitos de UTI, 50 deles na próxima semana, nos municípios de Itapipoca, Tianguá, Tauá e Limoeiro do Norte.

O Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara informou na manhã desta quinta-feira (25) que realiza uma obra de expansão para abertura de 37 leitos de enfermaria no 1º andar, além dos 35 já existentes. A intervenção ficará pronta no fim do mês de março. 

A partir da reestruturação, o Ceará deverá chegar já na próxima segunda-feira (1º) a 811 leitos exclusivos para Covid-19, 108 a mais que o previsto inicialmente. Até o fim do mês de março, a Pasta projeta abrir 1.074 novos leitos. 

O prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira, também anunciou a abertura de 40 leitos, sendo 30 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jangurussu e outros 10 que serão implantados até esta sexta-feira (26). O Frotinha da Messejana ganhará 62 leitos de enfermaria na segunda-feira, pontuou o gestor.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza