Plano de Vacinação contra Covid-19 deve priorizar 1,7 milhão de pessoas no Ceará

Os primeiros a serem imunizados devem ser os trabalhadores da saúde e pessoas com mais de 75 anos. O documento feito pela Secretaria da Saúde do Estado ainda não foi apresentado oficialmente pelo Governo do Estado e é passível de mudanças

foto
Legenda: Os cientistas esperam que os números, já superiores a outras vacinas com eficácia divulgada, como a de Oxford/AstraZeneca e a da Sinopharm, ainda cresçam
Foto: Nelson ALMEIDA / AFP

Tão logo esteja disponível, a vacina contra a Covid-19 poderá ser aplicada primeiramente em trabalhadores da saúde e pessoas com mais de 75 anos, de acordo com o "Plano de Operaconalização para a Vacina Contra a Covid-19". O documento feito pela secretaria da Saúde do Estado ainda não foi apresentado oficialmente pelo Governo do Estado e é passível de mudanças. Ainda não há definição de quando a vacina estará disponível no Estado. 

O governador Camilo Santana afirmou nesta segunda-feira (7) que negocia com o Instituto Butantan para adquirir a CoronaVac para a população cearense "o mais rápido possível". 

Um total de 1.794.076 pessoas que fazem parte dos grupos prioritários serão vacinados. A meta é imunizar pelo menos 95% desse público. Confira as fases de imunização: 

  • Primeira fase: trabalhadores da saúde, Idosos a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena.
  • Segunda fase: pessoas de 60 a 74 anos.
  • Terceira fase: pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas, cardiovasculares, entre outras);
  • Quarta fase: professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

O documento do Ceará diz ainda que serão necessárias 4.485.190 doses da vacina, considerando as duas aplicações do esquema de imunização. Na logística para a operacionalização da vacinação no Estado, o plano  menciona a aquisição  de 147 câmaras refrigeradas de 200 e 300 litros que serão destinadas aos municípios com até 100 mil habitantes, e ouytros 22 refrigeradores de 400 litros que irão para cidades que têm  acima de 100 mil habitantes.

Vacina

Sobre o interessse na CoronaVac, Camilo Santana afirmou ainda que o secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, mantém contato com outros laboratórios que desenvolvem a vacina, bem como com o Ministério da Saúde.

"Informo aos cearenses que tudo o que estiver ao meu alcance farei para que a vacina chegue ao nosso Estado com a máxima brevidade", disse Camilo.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza