Obras de quatro trechos do Parque Rachel de Queiroz têm prazo para conclusão em fevereiro de 2021

Trecho no bairro Presidente Kennedy começou a ser limpo. Cercas de proteção são colocadas em todas as áreas em obras.

Parque Rachel de Queiroz terá obras concluídas só em fevereiro do ano que vem
Legenda: Parque Rachel de Queiroz terá obras concluídas só em fevereiro do ano que vem
Foto: Kaio Machado/Prefeitura de Fortaleza

Devido à pandemia causada pelo coronavírus, as obras de requalificação do Parque Rachel de Queiroz precisaram ser suspensas ainda no dia 24 de março, apenas 14 dias após o início das intervenções. Com a retomada em junho, uma nova data de entrega de quatro trechos, que deveriam ser finalizados até dezembro de 2020, foi estabelecida. De acordo com a Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), o prazo foi estendido até fevereiro de 2021.

Nesta fase, as intervenções devem voltar a acontecer nos trechos 1, 2, 5 e 6. O trecho 1 compreende a Praça do Açude João Lopes e o 2 é relativo à área da rua Catarina Laboure, conectando a Praça do Açude ao Polo de Lazer da avenida Sargento Hermínio. Já o trecho 5, envolve o entorno da Praça Jonas Gomes de Freitas, no bairro São Gerardo e o 6 é localizado em frente à avenida Parsifal Barroso.

Com a volta das atividades, segundo a Seuma, foram colocadas cercas de proteção em quase toda a área dos principais trechos recebendo obras para melhorar o manejo de equipamentos e a segurança da população moradora do entorno. Além disso, o trecho 6 recebeu limpeza de terreno, terraplanagem, retirada parcial de pisos e pintura de alambrados.

Apesar do atraso na obra, a secretaria afirma que não houve impacto financeiro nos recursos destinados para a requalificação do parque. O contrato firmado com a empresa Athos Construções continua válido. Será de responsabilidade da construtora fazer as intervenções de urbanização e paisagismo na área.

Intervenções

O Parque Rachel de Queiroz tem cerca de 200 hectares de área e faz parte de pelo menos 14 bairros da Capital. A segunda maior área verde da cidade, menor apenas que o Parque do Cocó, deverá ganhar intervenções em duas etapas, com a primeira sendo dividida em 10 trechos. O parque deve ser entregue com as obras completamente finalizadas no fim de 2021.

Está no projeto a criação de passagens elevadas, melhorias nas quadras poliesportivas, de vôlei de areia, de skate e de futebol de areia. Também devem ser construídos bicicletários, um anfiteatro, estações para aluguel de bicicletas, playground, academias e quiosques. A instalação de ciclofaixas e bancos de concreto com assento de madeira são previstos. No trecho 6, a construção de “wetlands”, espécie de ilha de terra úmida, servirá para amortecer áreas que costumam alagar e fazer uma drenagem natural.