Novo decreto do CE libera aulas presenciais para educação infantil e 1ª e 2ª séries do fundamental

Escolas poderão receber até 35% da capacidade e terão que respeitas os protocolos sanitários

Aluno em sala de aula com máscara para evitar a proliferação da Covid-19
Legenda: Os detalhes dos protocolos de como será essa retomada constarão no decreto que deve ser publicado ainda neste sábado
Foto: Helene Santos/SVM

As escolas foram autorizadas a ampliar o funcionamento das aulas presenciais, a partir da próxima segunda-feira (12), para crianças até cinco anos da Educação Infantil e para estudantes da primeira e segunda série do Ensino Fundamental. Os colégios vão precisar respeitar o limite de 35% da capacidade.

O anúncio foi feito, neste sábado (10), pelo governador Camilo Santana durante transmissão ao vivo nas redes sociais. O chefe do executivo estadual também liberou o retorno gradual de atividades não essenciais, instituiu toque de recolher entre 20h e 5h e manteve o isolamento social rígido aos fins de semana. 

Leia também:

Suspensão em fevereiro

Ainda no dia 17 de fevereiro, o decreto de isolamento social no Ceará determinou a suspensão das aulas presenciais em escolas e universidades. Na época, a medida seria acatada por dez dias, mas segue até o momento.

"São medidas duras, difíceis de serem tomadas, mas têm apenas um objetivo: proteger a vida do cearense", destacou Camilo no mês de fevereiro.

Desde então, essas instituições de ensino possuem a obrigatoriedade de seguir em atividades remotas.

Retorno das atividades

Segundo o anúncio, a retomada das atividades não essenciais será gradual, liberando alguns setores a abrir com 25% da capacidade, em horários distintos. O primeiro funcionará das 10h às 16h e o segundo das 12h às 18h.

O comércio de rua funcionará das 10 às 16h, incluindo os restaurantes. Já os shoppings funcionarão das 12h às 18h, assim como os estabelecimentos de refeição fora do lar localizados nesses centros de vendas. 

Veja o que muda 

  • O Ceará continuará em isolamento social, com toque de recolher todos os dias das 20h às 5h;
  • Comércio de ruas e serviços, como restaurantes*, funcionarão das 10h às 16h, com 25% de capacidade de atendimento
  • Shoppings, incluindo praça de alimentação, funcionarão das 12h às 18h, com limitação de 25% da capacidade
  • Construção civil deve iniciar as atividades a partir das 8h
  • Isolamento social rígido, o lockdown, será mantido nos fins de semana, funcionando apenas as atividades essenciais
  • Passarão a ser liberadas gradualmente algumas atividades comerciais e de serviços com 25% da capacidade, seguindo rigorosamente todos os protocolos sanitários estabelecidos pelo decreto;
  • Na educação, o ensino infantil, que estava liberado até os 3 anos, será ampliado, permitindo atividades presenciais para crianças de 4 e 5 anos, além do 1º e 2º ano do ensino fundamental, com 35% da capacidade;
  • Igrejas estarão autorizadas a receber no máximo 10% da sua capacidade. Segue valendo recomendação para que celebrações sejam virtuais;
  • Algumas atividades continuarão sem liberação para avaliação do comitê;
  • *Os restaurantes de hotéis, pousadas e congêneres poderão funcionar, de segunda a sexta, das 16h às 20h, bem como aos sábados e domingos, desde que exclusivamente para o atendimento de hóspedes, identificados física e individualmente, cabendo aos hotéis a responsabilidade pelo controle.

​Permanecem fechados

  • Academias, parques aquáticos, barracas de praia, cinemas, museus e teatros, públicos ou privados.

Assista ao anúncio do governador

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza