Novo decreto aumenta capacidade de celebrações presenciais em Igrejas para até 50% de público

Até então, esses espaços só podiam receber até 35% do público. Para grupos religiosos, a flexibilização demorou a ocorrer

Igrejas precisarão continuar seguindo os protocolos sanitários
Legenda: Fiéis devem continuar seguindo os protocolos sanitários
Foto: Fabiane de Paula

Os templos religiosos no Ceará poderão receber de forma presencial até 50% dos fiéis, conforme o novo decreto anunciado pelo governador Camilo Santana (PT) neste sábado (12). Pelas novas regras, que passam a valer a partir de segunda-feira (14), as celebrações podem ocorrer todos os dias da semana até 22h. Para grupos religiosos, a flexibilização demorou a ocorrer. 

Até então, esses espaços só podiam receber até 35% do público. Conforme o Governo do Estado, a ampliação da capacidade de público ocorre mediante a obediência dos protocolos sanitários, e a recomendação para que as celebrações permaneçam sendo realizadas exclusivamente on-line permanece. 

Essas regras valem para quatro macrorregiões do Estado. A exceção é a região do Cariri, onde segue o alerta de alto risco de contaminação pelo vírus. 

“Demora”

Para o pastor Sandro Fiuza, da comunidade evangélica "Verdadeiros Adoradores" e também representante da religião no Comitê Covid-19 do Governo do Estado, há um desequilíbrio no ritmo de reabertura das igrejas se comparado a outros setores. 

“Achamos até que demorou, porque a economia já está quase 90% funcionando, os restaurantes estava com 50%, mas estamos felizes com a sensibilidade do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, com o governador (Camilo Santana) e com o prefeito (Sarto Nogueira)”. 
Sandro Fiuza
Pastor

“Agora, vamos esperar que essa flexibilização suba para 70% e depois para 100% nos próximos decretos. Mas, claro, nossa ideia é fazer isso de forma segura para todos os nossos membros”, acrescenta.

Confira o anúncio do novo decreto

Novas regras

Pelo novo decreto, está liberado o retorno das aulas presenciais do ensino médio de escolas públicas e privadas, além da abertura de bibliotecas, museus e cinemas.

Também estão liberados os espaços públicos para a prática de esportes, como areninhas. No caso das academias, houve ampliação da capacidade de público para 50%.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza