Moradores reclamam de inconsistências e transtornos em Sistema de Vacinação de Fortaleza

Secretaria da Saúde de Fortaleza nega existência de problemas e orienta que pessoas devem seguir o agendamento previsto na plataforma Vacine Já e nas listas disponibilizadas pela Prefeitura

Legenda: Fortaleza se aproxima das 2 milhões de doses das vacinas contra a Covid aplicadas
Foto: Thiago Gadelha

Moradores de Fortaleza - cadastrados na plataforma Vacine Já - que se dirigiram a postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Capital não conseguiram receber a segunda dose (D2) da vacina contra a Covid-19, nesta terça-feira (3).

A advogada Juliana Holanda confirmou o seu agendamento pela plataforma Vacine Já e foi à UPA indicada, mas ao chegar ao local, soube que não havia dose disponível da vacina Pfizer/BioNTech. 

Na mesma unidade, Juliana foi orientada a ir ao Centro de Eventos do Ceará (CEC), onde poderia receber a dose do imunizante ainda hoje. O que não aconteceu.  

"Quando cheguei no Centro de Eventos atualizaram o cadastro, e estava pro dia 4 [esta quarta-feira]", diz, queixando-se de que a mudança "atrapalha" a rotina de quem, como ela, deveria ser imunizado no dia indicado pela plataforma. 

"Isso atrapalha em tudo. Eu tive que deixar outra pessoa com a minha filha, tive que ajeitar várias coisas, e vou ter que adiar tudo pra amanhã". 

Ícaro Furtado também tirou folga do trabalho para ir a um posto de saúde no bairro Parangaba se vacinar pela segunda vez. Porém, ao contrário do que constava inicialmente no Vacine Já, sua imunização foi adiada de hoje para amanhã. 

"Não tinha a vacina adequada e me orientaram a vir pro Centro de Eventos. Tirei folga do trabalho pra poder me vacinar, me prevenir contra essa doença, e tão brincando com a cara do cidadão, não tem (a D2)". 

Após checar data e horário de vacinação no fim da tarde da segunda-feira (2) no Vacine Já, o jornalista Carlos Oliveira reorganizou a rotina para receber a segunda dose da vacina da Pfizer hoje, conforme indicado. Mas, assim como nos casos de Juliana e Ícaro, foi informado de que a imunização iria ocorrer somente nesta quarta (4).

Legenda: Carlos Oliveira estava inicialmente agendado para receber a vacina nesta terça (3)
Foto: Reprodução

"E hoje dia de [vacinar pessoas com] comorbidade, né? Faz as pessoas se exporem em dois lugares diferentes, cheios de gente", critica. 

O sistema já apresentou inconsistências anteriormente e, conforme o Diário do Nordeste publicou no último dia 26 de julho, agendamentos chegaram a sumir da plataforma. Na ocasião, os nomes agendados não constavam na lista divulgada pela Prefeitura de Fortaleza.

SMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Fortaleza foi procurada pela reportagem e, ao ser questionada sobre os problemas relatados, negou inconsistência no sistema, e orientou apenas que os cidadãos cadastrados sigam o agendamento previsto na plataforma Vacine Já e nas listas disponibilizadas pela Prefeitura.

Passo a passo para cadastro no Saúde Digital

  1. Acesse o site Saúde Digital;
  2. Selecione a opção "Ainda não tenho cadastro";
  3. Identifique-se preenchendo corretamente seus dados;
  4. Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa está acamada, se tem alguma comorbidade e profissão. A Prefeitura realiza agendamento seguindo a sequência definida na Comissão Intergestores Bipartite N°40 (CIB/CE), e conforme as prioridades definidas pelo Ministério da Saúde (MS) para esta etapa da vacinação.
  5. Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro;
  6. Finalize o cadastro e aguarde seu agendamento.

Em Fortaleza, é possível acompanhar a lista de agendados no site da SMS. Os nomes são divulgados diariamente. Os beneficiários também recebem a orientações sobre data, horário e local, por e-mail e WhatsApp, próximo ao dia do atendimento.

A SMS também recomenda que o cidadão acompanhe a situação de agendamento no site Vacine Já. Informando número do CPF e data de nascimento, é possível consultar se a aplicação da vacina está marcada.

E-mail de confirmação de cadastro não chegou

Nessa situação, cheque todas as caixas do seu e-mail como "spam" e "lixeira". Caso não encontre a mensagem, a Sesa disponibiliza o telefone gratuito 0800 275 1475 para questionamentos sobre o Cadastro Estadual de Vacinação. 

No site da Sesa e do Governo do Ceará está disponível também o assistente virtual "Plantão Coronavírus". 

Caso a dúvida seja relacionada à imunização em Fortaleza, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) tem o número 156.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza