Maracanaú tem 4 em cada 10 dos novos casos de Covid entre 6 cidades que fazem limite com Fortaleza

Os dados são referentes aos registros entre os dias 3 e 10 de março. A cidade está com 100% de ocupação de leitos de UTI exclusivos para coronavírus, segundo o IntegraSUS

Taxas de ocupação em leitos de UTI em Caucaia e Maracanaú chegaram a 100% nesta semana.
Legenda: Taxas de ocupação em leitos de UTI em Caucaia e Maracanaú chegaram a 100% neste mês.
Foto: Fabiane de Paula

A cidade de Maracanaú concentra 44,7% de todos os novos casos de Covid-19 registrados entre os municípios que fazem limite com Fortaleza entre os dias 3 e 10 de março, conforme o monitoramento do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). O município acumula 11.624 casos da doença.

No período, Aquiraz, Caucaia, Maracanaú, Eusébio, Itaitinga e Pacatuba somaram 780 registros. Mas somente Maracanaú teve 349 novos casos nestes sete dias. O município, assim como seu vizinho, Caucaia, estava na última quarta-feira (10) com 100% dos leitos de terapia intensiva (UTI) ocupados.

Em nota, a Prefeitura de Maracanaú informou que, devido à situação crítica do município, vai acrescentar 30 leitos à estrutura do hospital municipal, além dos 40 de enfermaria e dos dez de UTI que a unidade já dispõe para tratamento da Covid-19.   

Controle da pandemia

Na semana passada, o governador Camilo Santana (PT) recomendou a municípios com indicadores graves endurecer restrições de circulação para barrar a transmissão do novo coronavírus.

De toda a Região Metropolitana, até então, somente Pacatuba havia decrado lockdown até ontem — além da Capital, que entrou em isolamento rígido desde a última sexta-feira (5).

Nesta quinta-feira (11), porém, o prefeito de Caucaia, Vitor Valim (Pros) anunciou que o município também vai aderir ao lockdown a partir desta sexta-feira (12). “Tentamos conciliar de todas as formas a economia com a ciência”, justificou o gestor.

Ele lamentou ainda não ter havido adesão da população às medidas de distanciamento social decretadas por ele. A cidade acumula 12.706 casos e é o segundo município com mais infectados na Região Metropolitana, perdendo apenas para a Capital (133.789).

Minutos depois da declaração de Valim, o governador Camilo Santana decretou lockdown em todo o Ceará, em virtude do aumento de casos e o risco de colapso nos sistemas público e privado de saúde do Estado.

A medida passa a valer a partir deste sábado (13) até o próximo dia 21 de março. Consequentemente, as restrições em Fortaleza, antes vigentes até o dia 18, também serão estendidas. 

Óbitos

O número de óbitos cresceu nos últimos sete dias, em relação à semana anterior nos municípios que fazem divisa com Fortaleza. Entre os dias 24 de fevereiro e 3 de março foram registrados 40 óbitos, na segunda, outras 46 pessoas perderam a vida para a pandemia nestas cidades.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza