Jornalistas do Diário do Nordeste são premiados em duas categorias do 5º Prêmio ADPEC

Saiba quais foram as reportagens vencedoras

Escrito por Redação,

Metro
profissionais trabalhando na redação do sistema verdes mares
Legenda: Foram premiadas duas reportagens na categoria ‘Webjornalismo’ e duas na categoria ‘Jornalismo Impresso’
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Jornalistas do Diário do Nordeste foram premiados em duas das cinco categorias da quinta edição do Prêmio de Jornalismo da Associação dos Defensores Públicos do Ceará (ADPEC). Foram duas reportagens citadas na categoria ‘Webjornalismo’ e outras duas na categoria ‘Jornalismo Impresso’. 

Em primeiro lugar na categoria ‘Webjornalismo’ foi premiada matéria escrita pelo repórter Messias Borges sobre criminalização da pobreza. Já em terceiro lugar, na mesma categoria, ficou uma matéria da repórter Luana Barros sobre a aplicação da Lei Maria da Penha no judiciário brasileiro.

Jornalismo Impresso 

Já na categoria ‘Jornalismo Impresso’, a ADPEC concedeu segundo lugar para matéria da repórter Emanoela Campelo de Melo sobre tráfico de pessoas no Ceará e terceiro lugar para reportagem de Nicolas Paulino sobre registro de adoções em Fortaleza

Comemoração

Para Luana, foi particularmente engrandecedor ouvir e contar as histórias de mulheres juristas que não somente ajudaram a construir a Lei Maria da Penha como ainda ajudam, hoje, a aplicá-la.

"Muito se fala de legislações brasileiras que não têm aplicabilidade, que estão só no papel, mas a Lei Maria da Penha é um exemplo muito bom de uma legislação que tem uma aplicabilidade forte e que vai além do judiciário, porque também mexe com uma rede de proteção que precisa existir para que a lei tenha eficácia", explica a repórter.

Luana também celebra a existência de outras mulheres que contribuem para que a legislação evolua e se torne ainda mais importante no combate à violência.

O prêmio

A cerimônia de entrega dos prêmios deve ocorrer no próximo dia 8 de dezembro. Ao todo, foram inscritos 40 trabalhos nas categorias 'Jornalismo Impresso', 'Webjornalismo', 'Telejornalismo', 'Radiojornalismo' e 'Universitária'.  

Confira lista de vencedores

CATEGORIA TELEJORNALISMO

1º lugar: "Meu Nome, Meu Direito" (TV Ceará)
Jornalista: Soraya dos Santos Pio Matos
Equipe: Francisco de Assis, Gilson Melo, Vicente Costa, Nilton Cezar, Mara Cristina, Leandro Cazumbá, Mônica Silveira, Thiago Alcântara.

2º lugar: "Recomeçar" (TV Fortaleza)
Jornalista: Danielle Campos Gadelha de Melo
Equipe: Produção: Amanda Nogueira, Imagens: Rômulo Dias, Apoio Tecnico: Velderson Carvalho, Edição de Imagem: Raniere Vieira, Chefia de Redação: Lúcio Uchoa, Direção de Jornalismo: Ítalo Lima

3º lugar: "A Lei Maria da Penha completa 15 anos" (TV Ceará)
Jornalista: Mônica Serra Silveira
Equipe: Karine Serpa, José Valdenor, Soraya Santos, Anézia Gomes e Paulo Sérgio

CATEGORIA WEBJORNALISMO

1º lugar: "Defensoria se posiciona contra operação com mandado de busca coletivo 'criminalização da pobreza'" (Diário do Nordeste)
Jornalista: Messias Vasconcelos Borges

2º lugar: “Direito a Saúde: os leitos de UTI que salvam vidas” (Portal GC Mais)
Jornalista: Jonas Daniel Valério Viana
Equipe: Igor de Lima Silveira, Iury Figueiredo Campos e Erica Barretto

3º lugar: "Por que a Lei Maria da Penha, criada há 15 anos, é exemplo de aplicação no Judiciário? (Diário do Nordeste)
Jornalista: Luana Magalhães de Barros
Equipe: Jéssica Welma de Assis Gonçalves, William da Silva Santos

CATEGORIA JORNALISMO IMPRESSO

1º lugar: "Só Ceará e mais 8 Estados têm Licença-Adotante Igual à de Maternidade" (Jornal O Povo)
Jornalista: Flávia Oliveira do Nascimento
Equipe: Thays Lavor

2º lugar: "Ceará é o 3º Estado do Nordeste com mais denúncias de trafico de pessoas – Aliciamento e Exploração" (Diário do Nordeste)
Jornalista: Emanoela Campelo de Melo

3º lugar: "Encontros adiados: em 2020 Fortaleza teve cinco meses sem registrar adoções" (Diário do Nordeste)
Jornalista: Nicolas Paulino Pinto Menezes

CATEGORIA RADIOJORNALISMO

1º lugar: "Quem matou? Negro, Pobre e de Periferia, o perfil das vítimas de homicídio no Ceará" (FM Dom Bosco)
Jornalista: Roberta Farias
Equipe: Jocasta Pimentel

2º lugar: "A vida depois dos 18: Um lar para quem não foi adotado" (FM Assembleia)
Jornalista: Silvio Augusto Couto de Castelo Branco Filho
Equipe: Rafael Luís Azevedo, Rinald William de Sousa Ribeiro (Ronaldo César) e Jorge Luiz Costa Lima

3º lugar: “A vida pede energia” (O Povo CBN)
Jornalista: Germana Pinheiro Sousa
Equipe: Letícia Lopes e Kleber Galvão

CATEGORIA UNIVERSITÁRIA

1º lugar: "Defensoria Pública do Ceará auxilia na garantia da doação de órgãos" (O Estado, jornal impresso)
Jornalista: Yasmim de Carvalho Rodrigues

2º lugar: "Quem é o culpado?" (Quinto Andar – Portal de produção do Alunos de Comunicação da UNIT – Radiojornalismo)
Jornalista: Júnior Colucci

3º lugar: "Ocupa Marighella" (Projeto ‘Se essa Casa Fosse’ – YouTube, telejornalismo)
Jornalista: José William Barros Monteiro Filho
Equipe: Ana Clarice do Nascimento, Mariana Martins Lemos e Vitória Carolina Costa Queiroz

4º lugar: “A violência doméstica durante a pandemia e a reinvenção dos serviços ofertados pela Defensoria Pública”
(Portal A notícia do Ceará, webjornalismo)
Jornalista: Yuri da Silva Sousa
Equipe: Janaína Souza