Governo do Ceará discute ampliação da cobertura do grupo prioritário de vacinação neste domingo

As 72,5 mil doses da vacina de Oxford desembarcaram em solo cearense na noite deste sábado (23)

Legenda: O governador concedeu entrevista após a chegada das doses no Ceará
Foto: Fabiane de Paula

O governador Camilo Santana (PT) se reúne neste domingo (24) com uma equipe técnica para definir o plano de distribuição das 72,5 mil doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford com o laboratório AstraZeneca, recebidas neste sábado (23). Dentre os pontos discutidos, estará a ampliação da cobertura do grupo prioritário

“Vamos iniciar (a vacinação) imediatamente. A Secretaria de Saúde vai definir (o plano de distribuição). Vamos ampliar as pessoas da primeira fase nos grupos de vacinação”, disse o governador durante coletiva. 

Na reunião deve ser decidido se é viável incorporar os idosos a partir de 75 anos nesta primeira etapa da campanha ou se haverá uma ampliação da imunização dos profissionais de saúde. 

De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa), até o momento, o primeiro lote que chegou ao Estado, da vacina CoronaVac, conseguiu abarcar 34% dos profissionais na linha de frente de combate à Covid-19. Indígenas e idosos que estão em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) também foram contemplados. 

O titular da Secretaria da Saúde, Carlos Roberto Martins, Dr. Cabeto, frisou que os lotes ainda não foram suficientes para atender toda a população. Por esta razão, serão estipulados critérios para a distribuição da vacina de Oxford.

2ª dose

Com a possibilidade de aplicar a segunda dose em intervalo de até 90 dias, o governo deverá usar todo o estoque ainda na primeira fase.

"A vantagem dessa vacina, já orientada pelo próprio Ministério da Saúde, é poder usar todas as doses, porque a segunda dose dela poderá ser feita em até 90 dias. E, até lá, há toda uma programação e a remessa de novas doses para a população que já recebeu essa primeira dose da AstraZeneca", disse Camilo.

Assista ao vídeo:

Entenda as fases de vacinação

Conforme dados dos planos nacional, estadual e municipal de vacinação, a imunização ocorrerá da seguinte forma:

Fase 1

1. Trabalhadores da saúde
Onde: nos locais de trabalho e agendamentos para centros de vacinação dos trabalhadores que não estão na linha de frente

2. Idosos a partir de 75 anos
Onde: na própria residência

3. Pessoas com 60 anos ou mais e deficientes acima de 18 anos institucionalizados;
Onde: in loco

4. População indígena aldeada em terras demarcadas
Onde: in loco

Fase 2 (ainda sem data)

Pessoas de 60 a 74 anos

Fase 3 (ainda sem data)

Pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, tais como portadores de
doenças renais crônicas, cardiovasculares, dentre outras.

Fase 4 (ainda sem data)

1. Trabalhadores da Educação;
2. Forças de segurança e salvamento;
3. Funcionários do sistema prisional;
4. População privada de liberdade;
5. Pessoas com deficiência permanente severa;
6. Pessoas em situação de rua;
7. Transportadores rodoviários de carga;
8. Trabalhadores de transporte coletivo

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza