Eusébio, Horizonte e Aquiraz recebem doses da Pfizer contra a Covid; vacina era restrita a Fortaleza

Até hoje (25), os municípios de Aquiraz, Eusébio e Horizonte já adquiriram o imunizante, que deve ser mantido a baixas temperaturas de conservação

vacina
Legenda: A Secretaria da Saúde (Sesa) aprovou uma lista com 26 municípios aptos a receber a Pfizer.
Foto: Divulgação/Governo do Ceará

As cidades de Aquiraz, Eusébio e Horizonte receberam, ontem, doses da vacina Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. A Secretaria da Saúde do Ceará ( Sesa) informou que, após a diistribuição das doses do imunizante para Fortaleza, iniciou a ampliação utilizando o saldo remanescente para atender aos municípios elegíveis a receber a vacina. Os três municípios da Região Metropolitana de Fortaleza receberam uma visita técnica e- atestada as condições para o armazenamento da vacina, recebeu as doses.

O Ministério da Saúde (MS) havia recomendado que, a priori, os imunizantes permanecessem nas capitais brasileiras devido às suas especificidades de armazenamento a baixas temperaturas. No entanto, no dia 18, a Secretaria da Saúde (Sesa) aprovou uma lista com 26 municípios aptos a receber a Pfizer, no intuito de ampliar a Campanha Nacional de Vacinação no Estado, visto que estavam ocorrendo atrasos no fornecimento da CoronaVac no País, bem como houve a suspensão da AstraZeneca em gestantes e puérperas.

A Sesa não informou quantas doses foram distribuídas aos municípios, nem quantas foram reservadas. Em nota, a pasta informou que amanhã acontecerá uma visita técnica em Sobral para atestar as condições para o recebimento do imunizante da Pfizer. "Os municípios de Caucaia, Canindé, Crateús, Itaitinga, Icó, Quixadá e Tauá ainda precisam de adequação de estrutura e logística (em nível de instância local)", relatou a nota.  

Vacinação de gestantes iniciada

De acordo com o secretário da saúde do Eusébio, Josete Malheiros Tavares, o processo de imunização com a Pfizer no município teve início na manhã desta terça-feira (25), atendendo ao grupo prioritário de gestantes e puérperas, após o recebimento de 144 doses na tarde de ontem (24).

Das 7h às 12h [desta terça-feira], nossa equipe já tinha vacinado 103 gestantes e puérperas. A nossa expectativa é aplicar, integralmente, as 144 doses recebidas ainda hoje”
Josete Tavares
Secretário da Saúde do Eusébio

Eusébio adotou a estratégia de levar as pessoas a serem vacinadas à central de refrigeração na cidade onde estão armazenadas a vacina, a fim de evitar que haja deslocamentos dos imunizantes, bem como para manter a refrigeração adequada e conter possíveis aglomerações.

“Ontem (24) mesmo já organizamos cada equipe para poder acionar grupos de gestantes. A gente estabeleceu quatro veículos fazendo rotas circulares nos postos de saúde, trazendo [as gestantes] até a central de frios e devolvendo as pacientes após serem imunizadas”, detalha.

O secretário explica ainda que “a vacina vem congelada e, ao retirar o vidro para aplicação, faz-se o preparo com o diluente, demorando em média meia hora. Depois disso, o vidrinho passa a conter seis doses que precisam ser aplicadas em um curto período de tempo de até seis horas”.

Além disso, Josete Tavares destaca que, após as vacinas saírem da central de refrigeração em Fortaleza, elas vêm armazenadas em uma caixa térmica especial com monitoramento de temperatura, e os municípios - que possuem câmaras entre 2 ºC a 8 ºC - precisam utilizar as doses disponibilizadas em no máximo cinco dias para que não haja nenhum prejuízo na qualidade dos imunizantes.

O secretário informa também que Eusébio ainda não possui uma estimativa de quando irá receber novas doses, mas que “tão logo a gente conclua a aplicação desse lote, nós vamos mandar a confirmação para a Coordenação Estadual de Imunização e ficaremos aptos a receber uma nova remessa”.

“A estratégia é essa: receber pequenas quantidades dentro de um prazo curto e mobilizar esforço para usar toda essa quantidade disponibilizada num menor intervalo possível para poder adiantar a vacinação e passar para o grupo seguinte”, continua.

A nossa expectativa e a nossa torcida é que seja dado o maior alcance possível [de doses] a todos os municípios. Esse é o tipo de conquista que você não pode querer celebrar sozinho, temos que pensar coletivamente”
Josete Tavares
Secretário da Saúde do Eusébio

Neste cenário, segundo o gestor, a Secretaria da Saúde do Eusébio tem defendido, perante o Ministério da Saúde e o Estado, a revisão da norma técnica para que haja a liberação da Pfizer/BioNTech a grupos prioritários a partir dos 16 anos, visto que já é algo liberado pelo fabricante na bula.

“Nós entendemos que é razoável que essa defesa seja feita e estamos, no bom sentido, brigando por isso, a fim de vacinar as gestantes, puérperas e pessoas com deficiência, principalmente com síndrome de down, que estão fora da cobertura por conta desses dois anos de diferença”, expõe o secretário.

As doses da Pfizer nas cidades do Interior devem ser destinadas - ressalta a Sesa- aos grupos prioritários de gestantes e puérperas. O Estado vai ampliar o número de municípios aptos a fazer a vacinação, seguindo rigorosamente os critérios de armazenamento e distribuição. Os municípios elegíveis receberam treinamento para estarem aptos a executar manuseio, transporte e aplicação do imunizante. 

Demais municípios elegíveis a receber vacina da Pfizer:

1. Acaraú

2. Aracati

3. Barbalha

4. Baturité

5. Brejo Santo

6. Camocim

7. Crato

8. Juazeiro do Norte

9. Iguatu

10. Itapipoca

11. Limoeiro do Norte

12. Maracanaú

13. Russas

14. Tianguá

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza