Estabelecimento é interditado e 4 são autuados em Fortaleza por descumprir decreto de isolamento

Vigilância Sanitária registrou 17 estabelecimentos cumprindo as regras do decreto, sendo 14 na Capital e três em Caucaia.

Escrito por Redação,

Metro
Nesta imagem há, em primeiro plano, uma mulher e um homem de costas, ambos de máscara cirúrgica. A mulher está vestindo um colete que a identifica como servidora da Agência de Fiscalização de Fortaleza e o homem está de camisa preta. No segundo plano, há uma restaurante.
Legenda: As ações da Agefins tiveram o apoio da Inspetoria de Proteção Ambiental (Ipam) da Guarda Municipal de Fortaleza, da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), do Corpo de Bombeiros e do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA)
Foto: divulgação

Dos 32 estabelecimentos comerciais visitados neste domingo (24), em Fortaleza e Região Metropolitana, pela Vigilância Sanitária e pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), um foi interditado e quatro foram autuados por descumprirem os protocolos de segurança sanitária determinados pelo decreto estadual para conter o avanço da Covid-19.   

A Vigilância Sanitária registrou, também, 17 estabelecimentos cumprindo as regras do decreto, sendo 14 na Capital e três em Caucaia.   

Entre os locais autuados em Fortaleza, estava uma casa de evento e um restaurante. Já na Região Metropolitana, estão outros dois estabelecimentos de alimentação na Tabuba.   

Paredões de som são apreendidos em Fortaleza no fim semana   

A Agefis realizou, no fim de semana, apreensão de 11 paredões de som durante a operação de monitoramento de descumprimento do decreto de enfrentamento à Covid-19.  

Nas ações de combate à poluição sonora, no sábado (23), um paredão de som foi aprendido no bairro José Walter. No domingo, foram apreendidos 10 paredões de som nos bairros: Jardim das Oliveiras, Lagoa Sapiranga (Coité), Lagoa Redonda, Sapiranga, Autran Nunes, Novo Mondubim, Edson Queiroz, Mondubim, Messejana e Vila Peri. 

De acordo com a Lei nº 9.756/11, é vedado o funcionamento de paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos. Em caso de descumprimento, o infrator tem o equipamento apreendido e recebe multa a partir de R$ 1.346,93