Em uma semana, Ceará tem redução de casos e aumento de óbitos por Covid-19

O Estado teve um incremento de 404 óbitos pelo novo coronavírus na última Semana Epidemiológica analisada

óbito por coronavírus
Legenda: No pico da primeira onda, durante o mês de maio de 2020, o intervalo para que se alcançasse a marca de 1.000 mortes a mais chegou a ser de 7 dias.
Foto: Thiago Gadelha

Entre os dias 14 de 20 de março, o Ceará apresentou aumento no número de óbitos de Covid-19 em praticamente todo o território.

Boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesa) nesta sexta-feira (26) aponta alta de 76% de mortes em Fortaleza e 54,9% no Interior, territórios que também apresentaram alta nas confirmações da doença.

Os dados dizem respeito à Semana Epidemiológica (SE) 11. O único dado que, de maneira geral, reduziu, foi o número de novos casos: foram 8.574 confirmações, o que significa um decréscimo de 14,4% no indicador em relação à semana anterior. 

Quanto aos óbitos pelo novo coronavírus, o Estado teve um incremento de 404 ocorrências durante a SE 11.

O período analisado já engloba o lockdown, que foi implementado em todo o Ceará no dia 13 de março.

A taxa de mortalidade até a SE 11 era de 30,7 óbitos por 100 mil habitantes com destaque para alta nas
das Áreas Descentralizadas de Saúde (ADSs) de Tauá (129,4%), Crateús (66,7%), Tianguá (65,2%) e Baturité (58,3%), que apresentaram os maiores incrementos em relação à semana anterior.

Regiões de Saúde

A Região de Saúde que teve alta na letalidade foi a do Sertão Central. Foram 21 novas mortes em uma semana - 110% de incremento. Nesta localidade, foram confirmados 292 novos casos (aumento de 5%).

No Litoral Leste, tiveram 449 casos (aumento de 19,1%) e 21 óbitos, conferindo uma subida de 75% no índice. A Região de Saúde Norte apresentou 1.129 casos (subida de 0,3%) e 45 óbitos (aumento de 73%).

A Região de Saúde de Fortaleza, que engloba a Capital e outros 43 municípios, teve 6.152 casos confirmados (redução de 18,5%) entre 14 e 20 de março e 270 mortes (manteve).

Estabilização

O secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, avaliou que os 13 dias de isolamento social rígido em todo o Ceará já mostram a redução do número de atendimentos em Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs) e de pacientes com Covid-19 que estão à espera de leitos.  

A declaração foi dada em entrevista ao Sistema Verdes Mares, na noite desta quinta-feira (25).

Lockdown no Ceará

O lockdown foi decretado no último dia 5 de março somente em Fortaleza. Após a escalada de casos da doença e internações, que pressionam os sistemas de saúde, a medida foi ampliada e passou a valer em todo o Estado.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza