Covid-19: quase 95% dos profissionais da saúde infectados no Ceará estão recuperados

A categoria também registrou 28 mortes por coronavírus até esta quarta-feira (8)

Legenda: No grupo, mulheres têm maior número de contaminações.
Foto: Foto: Camila Lima

Dos 12.531 dos profissionais da saúde infectados pelo coronavírus no Ceará, 11.896 estão recuperados, até a manhã desta quarta-feira (8). O número representa 95% de todos os trabalhadores que testaram positivo para o vírus no Estado. Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), que aponta ainda que 28 profissionais morreram com Covid-19.

 

Os profissionais que foram mais expostos ao vírus são os técnicos e auxiliares em enfermagem. Essa categoria concentra 3.665 casos confirmados e também o maior número de mortes, com nove registros. Em seguida, os enfermeiros apresentam 1.799 pessoas infectadas e quatro óbitos. Além disso, os dados mostram que 1.305 médicos testaram positivo para a Covid-19 e oito deles morreram com a doença.

 

O número de profissionais da saúde que entraram em contato com o vírus representa 9,7% do total de casos confirmados no Estado (127.952). Ainda são investigados 6.862 casos entre os trabalhadores. Enquanto mulheres da categoria foram as mais infectadas, tendo 72,1% das confirmações, os homens foram os que mais morreram em decorrência da doença, com 18 mortes.

Fortaleza é a cidade que concentra o maior número de casos de Covid-19 em profissionais da saúde (6.622) e a maior quantidade de óbitos (12). A Capital é seguida de Sobral (592), Caucaia (559), Maracanaú (198) e Cascavel (193). Apenas oito municípios do Ceará não registraram nenhum profissional da linha de frente do combate positivos para coronavírus.