Corrente do bem: campanha para doação de sangue, plaquetas e medula óssea ganha dezenas de doadores

Marina está em tratamento contra um linfoma; saiba como ajudar

Na carreira, Marina Alves conta com entradas ao vivo no
Legenda: Na carreira, Marina Alves conta com entradas ao vivo no "Jornal Hoje" e "Jornal Nacional"
Foto: Reprodução/Instagram

Amigos, familiares e telespectadores que acompanham o trabalho da repórter Marina Alves, da TV Verdes Mares, seguem em campanha de doação de sangue, plaquetas e cadastro de doação de médula óssea. O Fujisan, local que recebe os doadores de sangue da jornalista, aponta que as doações diárias passaram de 80 para 150 procedimentos.

Em tratamento contra um linfoma, ela precisa de doações de sangue, plaquetas e medula óssea. Durante o programa "CETV 1ª edição", no sábado (11), o apresentador Luiz Esteves chegou a fazer um apelo pela jornalista.

Assista:

Conforme o Fujisan, cada doação pode gerar de três a quatro hemocomponentes, as chamadas bolsas de sangue. "É possível pontuar que com 150 doações por dia, a gente consiga uma média de 600 transfusões", detalha Rayanne Sena, responsável pela captação de doadores do Fujisan.

"As doações vão ajudar Marina Alves e também outras pacientes em Fortaleza. As bolsas de sangue vão também para pacientes em cirurgias de emergência, urgência e eletivas, pessoas em tratamento de câncer, entre outros casos"
Rayanne Sena
Responsável pela captação de sangue no Fujisan
.

Doadores pela primeira vez

Rayanne Sena conta que muitas pessoas que estão procurando fazer a doação estão realizando o ato solidário pela primeira vez.

A profissional do Fujisan explica ainda que, durante a pandemia, o número de doações caiu bastante. "Isso foi um problema internacional. Ficamos realmente desesperados. Esse número foi aumentando a medida que o cenário de vacinação foi avançando".

Segundo Rayanne Sena, a mobilização de doações pela jornalista Marina Alves atraiu novos doadores de diferentes idades. "Observamos um grande número de pessoas doando pela primeira vez. Muitos deles afirmam que devem continuar com a rotina de doação".

Marina Alves é repórter da TV Verdes Mares
Legenda: Marina Alves é repórter da TV Verdes Mares
Foto: Camila Lima/SVM

Os registros do Fujisan, em prol de Marina Alves, indicam ainda a presença de doadores de vários de bairros de Fortaleza, além de municípios da Região Metropolitana de Fortaleza, como Maranguape. Teve ainda residentes de Quixadá doando pela jornalista. 

Como realizar as doações:

  • Doação de sangue

Para efetuar a doação de sangue, os candidatos precisam estar saudáveis, bem alimentados, pesar acima de 50kg e ter entre 16 e 69 anos.

É ainda necessário apresentar um documento oficial com foto e um termo de consentimento formal dos responsáveis legais para os menores de idade.

Para doar para Marina, as pessoas devem se dirigir ao Fujisan, localizado na Av. Barão de Studart, 2626, no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

O horário de atendimento de segunda a sexta-feira é de 7h30 às 16h30, e no sábado, de 7h30 às 13h.

  • Doação de plaquetas

Para doar plaquetas, é necessário estar saudável, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 60kg e não ter recebido transfusão de sangue anteriormente.

Ainda é recomendado estar bem alimentado, ter repousado pelo menos seis horas na noite anterior, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e evitar fumar pelo menos por duas horas antes do procedimento.

Os interessados devem também procurar o Fujisan portando documento de identificação com foto de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 15h, e no sábado, entre 7h30 e 11h.

  • Doação de medula óssea

Já para a doação de medula óssea, é necessário realizar um cadastro em um dos postos do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce). Os requisitos são: ter entre 18 e 35 anos, não ter tido câncer e apresentar documento de identidade.

Ao realizar o cadastro, será recolhida uma amostra do sangue do candidato para verificar a compatibilidade com os pacientes que estão aguardando um transplante.

O cadastro de doação de medula óssea é nacional e os voluntários podem ser chamados para doar para qualquer paciente que precise em todo o Brasil.

O procedimento pode ser realizado na sede do Hemoce, no bairro Rodolfo Teófilo, ou nos demais postos de atendimento do órgão no IJF, na Praça das Flores ou no Shopping RioMar Fortaleza.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza