Complexo hospitalar da UFC tem reforço de 101 leitos para atendimento à Covid-19

Destes, 81 são de enfermaria e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

Escrito por Redação,

Metro
Leitos Covid
Legenda: O CH-UFC aumentou em 494% a oferta total de leitos para tratamento de Covid-19, em relação aos 17 primeiros ofertados, em abril de 2020
Foto: Reprodução CH-UFC

O cenário grave e preocupante da pandemia de Covid-19 no Ceará, que envolve o colapso da rede de assistência emergencial de saúde, requer a ampliação contínua da capacidade de atendimento da população. 

Nesse contexto, a Capital passou a contar com mais 101 leitos exclusivos para tratamento da infecção, nesta semana, no Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, formado pelo Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) e pela Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC). 

Destes, 81 são de enfermaria e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O total representa um aumento de 494% na oferta total de leitos para tratamento da doença, em relação aos 17 primeiros ofertados pelo CH-UFC, em abril de 2020

O chefe da Divisão Médica do HUWC, Samir Magalhães, explica que o aumento de leitos tem sido progressivo desde o ano passado. 

"O Complexo Hospitalar da UFC está diretamente envolvido na luta contra a Covid-19. Com a 2ª onda, precisamos otimizar os nossos fluxos e aumentamos a nossa capacidade de atendimento em quase 500% com leitos de enfermaria e UTI", reforça. 

Para reforçar as equipes no atendimento, segundo destaca, a Ebserh abriu processo seletivo emergencial para a contratação temporária de profissionais de saúde.  

"Vamos selecionar fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e estamos precisando de profissionais médicos para entrar com a gente nessa luta", diz. 

As inscrições permanecem abertas, online, até a próxima sexta-feira (19).