Ceará registra 1.153 mortes por Covid-19; casos confirmados passam de 16,7 mil

Fortaleza continua a ser o epicentro da doença no Estado, contabilizando 872 óbitos e 11.606 casos

Legenda: O Ceará já realizou pelo menos 43 mil exames para detecção da Covid-19
Foto: Foto: AFP

O Ceará ultrapassou a marca de 16,7 mil casos confirmados de Covid-19, com o registro de 16.775 diagnósticos positivos da doença. O número de mortes também avançou para 1.153, segundo atualização na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), às 9h19 desta segunda-feira (11). O Estado superou mil mortes decorridas da doença neste sábado (9).

Em relação ao último boletim, publicado pela Sesa às 17h15 deste domingo (10), houve um acréscimo de 39 mortes e de 83 novos casos confirmados. 

Somente em Fortaleza, cidade que concentra o maior número de registros no Estado, 11.606 pessoas têm confirmações da doença pandêmica e 872 vieram a óbito em decorrência da doença. O município de Caucaia vem em seguida, com 687 casos e 31 mortes contabilizadas.

 

Os dados também mostram que 8.463 pessoas se recuperaram da Covid-19 até a manhã de hoje. Em relação à ultima atualização da plataforma, são mais 8 pessoas que receberam alta hospitalar ou ficaram livres da doença.

O número de pacientes recuperados passou a ser divulgado pela Sesa somente neste último sábado (9). 

> Fortaleza investe R$ 135 milhões no combate ao novo coronavírus; cidades do Interior organizam os gastos

> Covid-19 matou mais do que AVC, infarto e câncer de pulmão no CE

> Pandemia afeta trabalho e renda de catadores de resíduos sólidos em Fortaleza

Outros dados do IntegraSUS sobre o Estado:

  • São 28.363 casos suspeitos;
  • 43.743 testes realizados;
  • A taxa de letalidade da doença é de 6,9%;

Leitos de UTI dobram no interior

No fim do mês de março, o interior do Ceará registrava apenas sete casos confirmados da Covid-19. Na época, nos municípios fora da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), existiam aproximadamente 80 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) na rede pública, exclusivos para os casos graves da doença.

Passados 45 dias, este número mais que dobrou, chegando a 163 leitos adulto, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Além disso, há 980 leitos de enfermaria.

A expectativa, segundo o secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, é que este número se amplie com a chegada de 200 respiradores mecânicos enviados da China ontem (10).

Carga de EPIs

Uma carga com 7,5 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e 4 respiradores chegou a Fortaleza na tarde deste sábado (9). O material vai ajudar os profissionais de saúde da capital cearense no enfrentamento à Covid-19. A prefeitura também adquiriu na industrial local outras ferramentas de trabalho como protetores faciais e aventais impermeáveis.

“Nós fizemos uma aquisição internacional de EPIs de máscaras cirúrgicas, máscaras N95 e macacões impermeáveis de uma empresa chinesa e estamos recebendo a segunda e terceira remessas que representam em torno de 20% da compra total realizada”, informou Joana Maciel, secretária da Saúde de Fortaleza.

Aglomeração em feira no Mucuripe

Mal havia começado o segundo dia do lockdown em Fortaleza, e a Polícia Militar pôs fim a uma aglomeração que se formou no Mercado dos Peixes, na Praia do Mucuripe. E ainda encerrou feiras, na manhã do último sábado (9). 

Durante o primeiro dia de aplicação das regras mais rígidas, nesta sexta-feira (8), já havia sido verificada uma grande concentração de pessoas em terminais de ônibus, além de engarrafamentos em pontos de bloqueio realizados em algumas das principais avenidas na cidade. As ações têm como objetivo reduzir os índices de transmissão do novo coronavírus.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza