Ceará chega a 37 casos suspeitos de coronavírus, ainda sem pacientes confirmados com a doença

Outras 67 pessoas já tiveram a suspeita da doença descartada

O número de casos suspeitos de coronavírus no Ceará chega a 37, conforme boletim publicado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) no fim da tarde desta sexta-feira (13). Até o momento, 67 pacientes já tiveram a suspeita descartada. Ainda não há confirmações, mas, no total, o Estado já teve 104 notificações da doença. 

Desta vez, a cidade de Tamboril entra na lista, com um caso suspeito. Fortaleza está agora com 28 pacientes sob análise. Há também casos investigados em Aquiraz (1), Caucaia (1), Crato (2), Itapipoca (2), Juazeiro do Norte (1) e Quixadá (1).

Apesar de não haver casos confirmados da doença no Ceará, vários órgãos adotam medidas preventivas. A Universidade Federal do Ceará (UFC) informou nesta sexta a suspensão de todas as atividades que reúnam mais de 100 pessoas. Também ficou orientado que eventos presenciais sejam substituídos por ensino a distância, quando possível.

A religião mórmon, que tem mais de 80 templos no Ceará, informou que suspendeu todas os encontros presenciais até que a situação do coronavírus seja controlada.

Ações preventivas do Estado

Já o Governo do Estado do Ceará informou na quinta-feira (12) que vai invetir R$ 45 milhões em ações preventivas que impeçam a chegada ou proliferação da doença na região.

Os R$ 45 milhões, conforme o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, serão usados para expansão da rede hospitalar e aquisição de insumos e equipamentos.

"Neste momento, não cabem medidas extremas, como fechar instituições, reuniões, porque não chegamos na fase de transmissão comunitária e nem temos indícios nesse momento, evidentemente. Isso pode mudar em dias ou semanas, e temos que estar preparados", tranquiliza Dr. Cabeto. A transmissão comunitária diz respeito a casos transmitidos de pessoa para pessoa dentro do próprio estado.

Máscaras e álcool em gel

Para que a maior parte da população possa ter acesso a máscaras e álcool em gel, as farmácia no Ceará estão limitando as compras dos produtos por pessoa na maioria das unidades. A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma), Antônio Félix

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados