Ceará chega a 31 óbitos por coronavírus nesta segunda-feira (6), segundo IntegraSUS

A capital cearense registra o maior número de mortes, sendo 24

O Ceará atingiu o número de 31 óbitos causados por Covid-19, nesta segunda-feira (6). Conforme a plataforma digital IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa-CE), a capital cearense registra o maior número de mortes, sendo 24, e também o maior número de casos, chegando a 925, conforme os dados atualizados até as 16h45 desta segunda-feira. Ao todo, o Ceará tem 1023 casos, de acordo com a última atualização da plataforma.

Na Região Metropolitana de Fortaleza também foram registrados óbitos em Eusébio (1) e Maracanaú (1).  As demais mortes causadas pelo novo coronavírus foram registradas em Farias Brito (1), Iguatu (1), Jaguaribe (1), Santa Quitéria (1) e Tiangua (1).

Coronavírus: Camilo revoga novo decreto e mantém fechamento de empresas em decisão nesta madrugada

Bebê de 3 meses diagnosticada com Covid-19 morre em Iguatu por complicações respiratórias

Nesta segunda-feira, o Ceará ultrapassou a marca de mil pessoas infectadas, pouco menos de um mês após o primeiro caso confirmado no Estado. A Sesa confirmou os três primeiros casos da doença no dia 15 de março.

Pico de infecção

Um boletim produzido pela Rede CoVida, iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), estima que o Ceará deve ser o primeiro Estado no País a atingir o nível máximo de infecções pelo novo coronavírus, a partir do dia 25 de abril. Já no início do mês, os cálculos estimam que o Estado terá 3.053 pessoas infectadas e deve ultrapassar o Rio de Janeiro (2.887) em número de casos, ficando atrás de São Paulo (11.684), na quarta-feira (8).

Novo decreto revogado

A pandemia do novo coronavírus tem gerado transtornos das mais diversas ordens no Estado. Após ter liberado o funcionamento de diversos setores da economia em novo decreto publicado no fim da noite deste domingo (5), o governador Camilo Santana (PT) resolveu anular os efeitos e continuar as proibições já implementadas nos textos anteriores. A primeira decisão, tomada no começo da noite de ontem (5), liberava 16 tipos de empresa à retomarem as atividades, na maioria indústrias.


Categorias Relacionadas


Redação Há 2 horas