Camilo critica atos de 7 de setembro para "estimular o ódio, a intolerância"

Pelas redes sociais na tarde deste sábado (4), o chefe do Executivo estadual disse que o país precisa de "respeito e paz"

Escrito por Redação,

Metro
Governador
Legenda: O governador Camilo Santana fez críticas aqueles que usarão os atos programados para a próxima terça-feira (7) para "estimular o ódio, a intolerância e o desrespeito à democracia".
Foto: Reprodução Facebook

O governador Camilo Santana fez críticas aqueles que pretendem usar, na próxima terça-feira (7), feriado da independência do Brasil, para "estimular o ódio, a intolerância e o desrespeito à democracia".

Pelas redes sociais na tarde deste sábado (4), o chefe do Executivo estadual disse que o país precisa de "respeito e paz". 

Camilo Santana
Legenda: Camilo Santana faz críticas a motivação de atos previstos para o 7 de setembro
Foto: Reprodução Instagram

"Quem tenta usar o 7 de setembro para estimular o ódio, a intolerância e o desrespeito à democracia não tem amor ao nosso país. Pelo contrário. Pensa unicamente nos seus projetos autoritários de poder", diz Camilo.  

"Mas não será uma minoria barulhenta, violenta e inconsequente que traçará o destino da maioria absoluta de milhões de brasileiros, gente pacífica, que sonha com a volta de um Brasil mais justo e feliz. O Brasil precisa de respeito e paz", conclui o governador. 

As manifestações têm sido incentivadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus apoiadores, contra instituições democráticas, em especial o Supremo Tribunal Federal (STF).