Ceará monta logística para a Sul-Americana: voo fretado, vacinação e calendário de jogos

O clube acelera o planejamento para estreia no torneio, em abril

Legenda: No calendário atual, o Ceará disputa o mata-mata da Copa do Nordeste e a Copa Sul-Americana
Foto: Thiago Gadelha / SVM

A Copa Sul-Americana começou para o Ceará e os esforços visam uma apresentação forte no cenário internacional. Por isso, desde o início de 2021, os planos alvinegros envolvem a experiência continental, seja de logística de viagem, contratações ou calendário.

No Grupo C, o Vovô tem confirmados um rival da Argentina (Arsenal de Sarandí) e um da Bolívia (Jorge Wilstermann). O primeiro ponto aberto é a definição do 4º integrante da chave, decidido com o eliminado do confronto entre Bolívar-BOL e Junior Barranquilla-COL na Pré-Libertadores.

Robinson
Legenda: Robinson de Castro, presidente do Ceará
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Para o presidente Robinson de Castro, o ideal seria encarar o adversário da Colômbia. “A preferência é enfrentar o Junior. Todos são difíceis, mas ele oferece a qualidade como dificuldade, o Bolívar tem a altitude como ponto a mais, em La Paz, e isso afeta o desempenho”, declarou.

Dentro da perspectiva técnica, o departamento de futebol buscou atletas com experiência em torneios da Conmebol e qualificou os setores do elenco. O intuito é manter o nível em disputas paralelas, como a Copa do Nordeste - o clube está nas quartas e enfrenta o Sampaio-MA.

Jogos do Ceará na Sul-Americana

  • 21/04 – Ceará x Jorge Wilstermann-BOL, na Arena Castelão, às 19h15
  • 27/04 – Arsenal de Sarandí-ARG x Ceará, no Estádio Julio Humberto Grondona, às 19h15
  • 05/05 – Junior-COL OU Bolívar-BOL x Ceará, local indefinido, às 19h15
  • 12/05 – Ceará x Arsenal de Sarandí-ARG, na Arena Castelão, às 19h15
  • 20/05 – Ceará x Junior-COL OU Bolívar-BOL, local indefinido, às 19h15
  • 27/05 – Jorge Wilstermann-BOL x Ceará, no Estádio Felix Capriles, às 19h15

Logística e vacinação

Legenda: A sede do Ceará, em Porangabuçu, será destinada para uso exclusivo do profissional
Foto: divulgação / Ceará

O Ceará está prestes a realizar a primeira partida oficial do clube em solo estrangeiro. O marco histórico é ampliado com a mudança de formato da competição, agora em fase de grupos - até 2020, o torneio era decidido em mata-mata desde o início.

Pelo menos três deslocamentos para fora do Brasil estão garantidos, pois não há representantes nacionais no chaveamento alvinegro. Assim, a gestão definiu o uso de voos fretados durante a participação na Sul-Americana.

O momento é de cotação dos valores. "Estamos analisando preços, mas vamos fazer o fretamento sim. A questão é se sairemos daqui (Ceará) ou de outro Estado. Aí vamos definir nos próximos dias os hotéis que vamos ficar e fazer a inscrição dos atletas na Conmebol”, explicou Robinson.

No caso de partidas em altitudes elevadas, o planejamento é chegar no local do confronto apenas na data, poucas horas antes do jogo. "Não tem prepração para aquele tipo de ambiente. É chegar restando pouco tempo para o jogo. No caso de atuar em La Paz, podemos ficar em uma cidade de altitude normal e depois subir para o jogo. Ninguém consegue ter adaptação em menos de 20 dias", completou.

Legenda: O volante Fernando Sobral foi imunizado pelo clube contra Febre Amarela
Foto: Marcelo Vidal / Ceará

Cada clube pode inscrever até 50 jogadores, seguindo regulamento específico da competição. O Vovô pretende preencher todas as vagas - acrescendo atletas das categorias de base - e iniciou um movimento de vacinação interno.

Na terça-feira (13), uma parte da delegação, com atletas e comissão técnica, recebeu imunização contra a Febre Amarela, em dose única. A medida foi adotada porque outros países exigem certificado internacional de vacina, como Bolívia e Colômbia.

O staff da delegação também resolve pendências documentais de alguns atletas. A primeira atividade é a retirada do passaporte, apesar do confronto no exterior ser apenas no dia 25 de abril, após a estreia, contra o Arsenal de Sarandí-ARG.

Calendário e premiação

Jogadores do Ceará comemoram triunfo sobre o Vitória/BA
Legenda: O Ceará disputa Campeonato Cearense, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Sul-Americana e Série A em 2021
Foto: Thiago Gadelha / SVM

No orçamento alvinegro, o clube trabalha com a participação na fase de grupos da Sul-Americana. A premiação referente ao desempenho é de 300 mil dólares por cada jogo como mandante, ou seja, o Ceará garantirá 900 mil dólares. Pela cotação atual, o valor é cerca de R$ 5 milhões.

O valor alto é a previsão de receita - acrescentada de modo responsável no escopo financeiro da temporada de 2021. Internamente, o discurso é de alcançar o mais longe possível na competição e há a compreensão de que o grupo sorteado é acessível para uma classificação.

Yony González fechou com o Ceará por uma temporada em empréstimo junto ao Benfica
Legenda: Yony González tem experiência na Sul-Americana e fechou com o Ceará por uma temporada
Foto: divulgação / Ceará

“Temos condições de jogar o campeonato inteiro. Claro que em uma copa tem situação de sorte, às vezes pega um time de maior qualidade. Mas o Ceará é copeiro, e o copeiro às vezes não é o melhor, mas o que sabe jogar. Temos vários atletas que jogaram Sul-Americana e Libertadores, então a gente não vai menosprezar ninguém, mas também não vamos nos encolher, até pelo investimento feito. Talvez não tenhamos muita vivência na competição como clube, mas nos preparados e acredito que podemos ser competitivos”, finalizou Robinson.

Pela projeção de datas, a fase de grupos é concluída em maio. Em caso de classificação, aguarda novo sorteio com a inclusão dos terceiros colocados das chaves da Libertadores. Hoje, o time principal tem pela frente a Série A, a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e a Sul-Americana. O Estadual será disputado com plantel alternativo, sem o técnico Guto Ferreira, para não interferir no desempenho geral da equipe.

Premiação da Copa Sul-Americana

  • Primeira fase: US$ 225 mil por jogo como mandante.
  • Fase de grupos: US$ 300 mil por jogo como mandante
  • Eliminados: US$ 120 mil (x8)
  • Oitavas de final: US$ 500 mil
  • Quartas de final: US$ 600 mil
  • Semifinal: US$ 800 mil
  • Vice-Campeão: US$ 2 milhões
  • Campeão: US$ 4 milhões
  • Valor total que um campeão pode receber (desde a fase de grupos): US$ 6,8 milhões (cerca de R$ 38,6 milhões)

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte