Jorge Wilstermann, Arsenal e mais: conheça os adversários do Ceará na Copa Sul-Americana

Clube está no grupo C da competição internacional, com jogos a partir do dia 20 de abril

Montagem com fotos de atletas do Jorge Wilstermann, do Junior Barranquilla e do Arsenal
Legenda: O Ceará enfrenta rivais com muita tradição em competições da Conmebol
Foto: divulgação / AFP

A Copa Sul-Americana de 2021 começou para o Ceará. Um dos objetivos alvinegros na temporada, o torneio teve sorteio nesta sexta-feira (9) e deixou o clube no Grupo C com Jorge Wilstermann-BOL, Arsenal de Sarandí-ARG e o eliminado do duelo entre Bolívar-BOL e Junior Barranquilla-COL.

A fato: a competição é extremamente difícil. O contraponto é a infraestrutura adquirida nos últimos anos, o investimento no elenco e a preparação da gestão na caminhada histórica. Isso porque o time não chega como estreante, é a terceira vez em um evento internacional.

>Veja grupos e prováveis datas dos jogos da Sul-Americana

Pelo nível apresentado na Série A do Brasileiro, com a sequência do técnico Guto Ferreira, o Vovô pode ser competitivo em solo estrangeiro. A missão é essa, além da exposição internacional da marca cearense, da história do clube e da experiência em um torneio que pode ser frequente.

Se classificar está longe de ser impossível, apesar de tarefa complexa. O certo seria a presença da torcida na Arena Castelão - um cenário ainda improvável com a pandemia de Covid-19. Conheça o retrospecto dos adversários do Ceará.

Adversários do Ceará confirmados 

Jorge Wilstermann - Bolívia

Atleta do Jorge Wilstermann comemora gol com braços abertos
Legenda: Jorge Wilstermann avançou para a fase de grupos após uma etapa de mata-mata
Foto: divulgação / Conmebol

  • Histórico: fundado em 1949, o Rojo é uma das equipes bolivianas mais tradicionais, com 15 títulos locais. Presença constante na Copa Libertadores, não garantiu vaga no torneio e avançou para fase de grupos da Sul-Americana de 2021 após eliminar o compatriota Palmaflor em mata-mata.
  • Estádio: a principal arma do clube é a altitude. O mando de campo é na cidade de Cochabamba, a 2.560 metros de altitude. Em uma região montanhosa, há impacto no desempenho dos atletas. Também há chance de jogos em La Paz, a 3.600m.
  • Desempenho: na atual temporada, o Jorge Wilstermann está em 11º no Campeonato Boliviano com uma vitória em três partidas, somando três pontos. A equipe é considerada um forte mandante e já mostrou reação ao vencer rivais como Palmeiras, Atlético-MG e Vasco.
  • Elenco: a equipe tem o volante brasileiro Serginho, de 36 anos, como o camisa 10. No esquema 4-2-3-1, tem uma postura reativa em campo e centraliza as ações em cruzamentos para o centroavante Humberto Osório - o colombiano soma cinco gols em sete exibições no ano.

Arsenal de Sarandí - Argentina

Um jogador do Arsenal comemora gol com os braços abertos
Legenda: O Arsenal de Sarandí é um dos clubes populares de Avellaneda
Foto: Cris Bouroncle / AFP

  • Histórico: fundado em 1957, o nome da equipe é uma homenagem ao Arsenal, da Inglaterra, e as cores relembram os principais clubes do futebol argentino. Com padrão modesto, tem um título da Sul-Americana (2007), um campeonato nacional (2013) e uma Copa da Argentina (2013) na galeria. 
  • Estádio: o clube se localiza próximo de Avellaneda, sede dos gigantes Independiente e Racing. A média de público no acanhado estádio Julio Humberto Grondona é de 2,5 mil pessoas. A equipe é tratada na região como um “time de todos” pelas condições de investimento menores.
  • Desempenho: na atual temporada, o Arsenal de Sarandí é o lanterna absoluto do Campeonato Argentino e sequer venceu na competição - são dois empates e seis derrotas. A equipe enfrenta uma crise técnica e marcou apenas quatro gols, sofrendo 17 na competição.
  • Elenco: a equipe tem média de idade de 26,7 anos e um elenco predominantemente argentino. No esquema 4-4-2, prioriza a marcação e soma cinco cartões vermelhos no torneio nacional. Um dos protagonistas ofensivos é Alan Ruiz, atacante com passagem pelo Grêmio em 2014.

>Primeiro jogo oficial do Vovô deve ser na Argentina

Possíveis adversários do Ceará

O Ceará enfrenta o eliminado no confronto entre Bolívar-BOL e Junior Barranquilla-COL, clubes envolvidos na disputa da pré-Libertadores. No primeiro compromisso, em La Paz, na Bolívia, o time local venceu por 2 a 1. A agremiação avança com um empate na Colômbia na próxima quinta (15).

Bolívar - Bolívia

Atletas do Bolivar comemoram gol e se abraçam em campo
Legenda: O Bolívar é o time mais tradicional da história do futebol boliviano

  • Histórico: fundado em 1925, La Academia é o time de futebol mais popular e vitorioso da Bolívia. Maior campeão nacional e recordista do país em participações na Libertadores, ostenta como maiores feitos continentais o vice da Sul-Americana (2004) e o 4º lugar na Liberta (2014).
  • Estádio: assim como o Jorge Wilstermann, o clube utiliza a altitude como fator decisivo nas partidas. Com postura agressiva, tem excelente retrospecto diante de brasileiros em casa (uma derrota em 12 jogos) e utiliza o Estádio Hernando Siles, em La Paz, o maior estádio boliviano, a 3.600m.
  • Desempenho: na atual temporada, o Bolívar está em 7º no Campeonato Boliviano com duas vitórias em três partidas, somando seis pontos. A equipe é considerada um forte mandante e tem média de gols por partida na temporada de 2021.
  • Elenco: o atacante Leonardo Ramos é o destaque da equipe - com três gols, está entre os artilheiros da Libertadores, mesmo na disputa da fase preliminar. Com nomes presentes na Seleção Boliviana, 4-2-3-1 e aposta em finalizações de longa distância, fundamento melhorado no ar rarefeito.

Junior Barranquilla - Colômbia

Dois jogadores disputam bola em lance aéreo durante partida de futebol
Legenda: Ex-Palmeiras, o atacante Borja é um dos principais jogadores do Junior

  • Histórico: fundado em 1924, o Junior é o 3º clube mais antigo da Colômbia e o 5º mais presente na Libertadores. Com um dos ídolos, o meia Valderrama, soma nove títulos do Campeonato Colombiano e dois títulos da copa nacional.
  • Estádio: o clube tem como casa o Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, com capacidade para 50 mil pessoas. O local é o palco dos jogos da seleção colombiana. A equipe mostra força diante do torcedor e tem como torcedora ilustre a cantora Shakira.
  • Desempenho: na atual temporada, o Junior está em 5º no Campeonato Colombiano com oito vitórias em 17 partidas, somando 28 pontos. A equipe tem o 3º melhor ataque (21) e a 2º defesa menos vazada na competição (13).
  • Elenco: no esquema 4-4-2, a equipe atua com dois centroavantes colombianos e experientes, Miguel Borja e Teófilo Gutiérrez, ambos constantemente convocados. O grupo aposta no vigor físico e na construção ofensiva, além de explorar bastante a solidez defensiva para segurar o placar. 
Quero receber conteúdos exclusivos de esporte