Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é a menor desde abril de 2020

Marcando 0,60, o País dá sinais de declínio da pandemia, segundo a Imperial College

Pessoa sendo vacina
Legenda: No atual patamar do indicador, cada 100 contaminados pela doença transmitem o vírus a outras 60 pessoas
Foto: Mongkolchon Akesin/ shutterstock

A taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil atingiu o menor índice desde abril de 2020 — quando começou a ser calculada. Segundo levantamento da Imperial College de Londres, o indicador atual está em 0,60. Neste patamar, cada 100 contaminadas pela doença transmitem o vírus a outras 60 pessoas. 

Há duas semanas, o índice chegou ao nível mais alto desde junho deste ano, marcando 1,05. Pelos parâmetros estabelecidos, a instituição considera acima de 1 uma situação fora de controle. A margem de erro do levantamento pode variar de 0,24 a 0,79. 

A universidade britânica pondera, contudo, que a precisão dos dados varia de acordo com a qualidade da vigilância e dos relatórios em cada país.

Outro ponto é que deve-se considerar atrasos em notificações e o período de incubação da doença, além da necessidade de acompanhamento do cenário a longo prazo.  

O Brasil já se aproximou deste patamar em novembro de 2020, marcando 0,68. No entanto, naquele período, houve um apagão técnico que represou os dados do Ministério da Saúde, influenciando no resultado da análise da Imperial College de Londres.

Segundo o Ministério da Saúde, 246.835.990 pessoas foram imunizadas em todo o País até o último dia 10 de outubro. 

 
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil