Sem corpo liberado pelo FBI, funeral de Gabby Petito ocorre com urna vazia

A influenciadora foi encontrada morta em floresta em Wyoming, nos Estados Unidos; polícia segue com investigação

gabby petito de braços abertos
Legenda: O principal suspeito, noivo da influenciadora, continua desaparecido
Foto: Reprodução/ Instagram

O funeral da influenciadora Gabby Petito, encontrada morta em uma floresta em Wyoming, nos Estados Unidos, após passar dias desaparecida, ocorre com urna vazia. O FBI ainda realiza as investigações e os restos mortais ainda não foram liberados para a família.

A cerimônia ocorre neste domingo (26) em Holbrook, Nova York, região de Long Island, onde a influenciadora foi criada. Vários curiosos formaram filas para participar do evento aberto, para dar um último adeus à jovem.

De acordo com a Fox News, a família desejava cremar o corpo da vítima, mas o FBI continua investigando a causa da morte da menina, não possibilitando a liberação do corpo. A investigação ainda busca o noivo de Gabby, Brian Laundrie, principal suspeito pelo ocorrido.

Desaparecimento de Gabby Petito

Gabby Petito estava fazendo uma viagem de van com o noivo pelos Estados Unidos e o último contato com a família ocorreu no dia 25 de julho, mesmo dia da última publicação da influenciadora em seu perfil no Instagram

O desaparecimento foi comunicado pela família no dia 11 de setembro e o corpo foi encontrado oito dias depois, na Floresta Nacional de Bridger-Teton, no Oeste americano.

O FBI classificou a morte como um caso de homicídio, mas a polícia federal americana informou que "a causa da morte continua pendente dos resultados finais da necropsia".

Violência doméstica

Em 12 de agosto, duas semanas antes do desaparecimento, a Polícia da cidade de Moab, no Utah, foi chamada para um possível incidente de violência doméstica envolvendo o casal.

A influenciadora foi vista chorando e reclamando da saúde mental em imagens divulgadas da câmera corporal de um agente. Segundo ela, o casal vinha discutindo com mais frequência.

Após a ocorrência, os policiais recomendaram que eles passassem a noite separados, mas nenhum inquérito foi aberto pelo incidente. Ainda não se sabe o que ocorreu depois disso.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo