Número de mortos do acidente em Capitólio (MG) sobe para 10; umas das vítimas foi identificada

Houve também a qualificação de outras 9 pessoas que estavam na mesma lancha.

Resgate no acidente em Capitólio
Legenda: Houve também a qualificação de outras 9 pessoas que estavam na mesma lancha.
Foto: Divulgação/CBMMG

Policiais civis informaram neste domingo (9) que a primeira vítima identificada após o acidente em Capitólio (MG) trata-se de Júlio Borges Antunes, de 68 anos. Ele era natural de Alpinópolis, em Minas Gerais.

Ele foi o único que teve o corpo identificado formalmente. Houve também a qualificação de outras 9 pessoas que estavam na mesma lancha de Antunes.

Assista:

De acordo com o G1, o corpo já foi liberado e deverá ser sepultado no município de São José da Barra, no mesmo estado, ainda neste domingo. 

A prefeitura de Capitólio informou que não há mais desaparecidos e que o número de óbitos chega a 10. 

Ao menos quatro hospitais atenderam as pessoas envolvidas no acidente que ocorreu neste sábado (8), quando uma rocha se soltou e atingiu um barco de passeio no ponto turístico do município. 

Detalhes do acidente

Dez pessoas morreram, segundo a Polícia Civil. As autoridades reforçam que todas as 10 vítimas estavam na mesma lancha, a Lancha Jesus. Todos estavam hospedados em um rancho em São José da Barra (MG)

Oficialmente, apenas Júlio Borges Antunes foi identificado pela Polícia Civil. Entretanto, o delegado informou que já há informações sobre as demais pessoas que morreram e estão desaparecidas.
 

Porém, a Polícia aguarda a resposta dos laudos e dos testes de DNA para ter a comprovação oficial da identificação das vítimas.

Entre as vítimas estão quatro pessoas de uma mesma família, sendo um casal, o filho e o neto deles. As outras vítimas são parentes e amigos desta família. 

O deslizamento ocorreu por volta das 12:30 do sábado. Ainda não é possível afirmar o que pode ter causado o acidente. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, quatro embarcações foram atingidas. Ao menso 27 pessoas foram atendidas e liberadas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil