Número de vítimas mortas após tsunami sobe para 429 na Indonésia

Até o momento, o Itamaraty não tem registro de brasileiros atingidos pelo maremoto

Autoridades da Indonésia atualizaram o número de vítimas fatais de um tsunami que atingiu o país para 429, e alertaram que mais corpos devem ser encontrados à medida que equipes de emergência entram em novas áreas que foram isoladas após quedas de pontes e estradas.

"Há seis aldeias nas quais ainda não conseguimos entrar porque as estradas e as pontes estão muito danificadas", disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência de combate a desastres do país, em entrevista coletiva. "A estrada já estava em más condições antes do tsunami."

As pessoas que vivem ao longo do Estreito de Sunda, que separa as ilhas de Java e Sumatra, foram novamente alertadas para ficar longe do litoral, com medo de outra explosão pelo vulcão Anak Krakatau, que entrou em erupção no sábado à noite e causou o colapso de uma ladeira submarina a energia de um pequeno terremoto, enviando grandes ondas mortais para as costas.

Nugroho não sabia quantas pessoas residiam nas áreas inacessíveis, mas disse que a maioria dos mortos encontrados até agora eram visitantes chegando no início de um feriado. Autoridades estão em alerta para uma erupção a qualquer momento do Anak Krakatau, ou "Criança de Krakatau".

Por meio do Itamaraty, o governo brasileiro divulgou nota de pesar e solidariedade ao povo e ao governo da Indonésia

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo