Condomínio de luxo em Ilhéus fica alagado e moradora pede resgate pelas redes sociais; vídeo

Moradores foram resgatados por helicóptero e moto aquática

Condomínio de luxo alagado em Ilhéus, após chuvas na Bahia
Legenda: Água invadiu casas e chegou a cobrir carros
Foto: Reprodução/TV Globo

Moradores de um condomínio de luxo que ficou totalmente alagado em Ilhéus, após as fortes registradas na Bahia, precisaram ser resgatados nesse domingo (26) por helicóptero e moto aquática.

Julia Netto, 28, um das inquilinas, chegou a pedir socorro nas redes sociais após o térreo do imóvel onde mora com a filha e o marido ficar inundado.

 

"Nossa situação é desesperadora. A correnteza está muito forte. Precisamos de alguém com um barco, lancha, o que tiver, urgente. Não tem como mais passar tempo aqui. Estou desesperada. Precisamos de ajuda. Pelo amor de Deus, ajuda", disse a jovem.

Cerca de sete horas depois do post, Julia voltou no perfil e relatou que ela e os familiares foram resgatados por um jet ski. Ela disse ainda que chegou a cair do transporte, mas conseguiu voltar porque se segurou em um poste de iluminação.

chuva na bahia
Legenda: Julia Netto expôs o drama nas redes sociais
Foto: Reprodução/Redes sociais

Abandono

Outra vítima resgatada foi a professora universitária Vivian Corneti. Ela, o filho de um ano, a mãe de 70 anos e dois idosos foram socorridos no helicóptero da Polícia Federal e levados ao estádio de Itabuna.

Ainda chovia quando o grupo foi deixado no local, o que ela considera como um "filme de terror". 

“Quando a gente chegou no estádio, foi aí que o filme de terror começou, porque era um estádio enorme, abandonado, escuro. Já era noite, já era por volta das 19h quando a gente chegou lá, tudo escuro e a gente não tinha como sair”, relatou a professora ao G1.

Vivian pediu ajuda à Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e PRF, mas afirmou que eles só saíram do estádio depois de uma hora quando amigos chegaram e arrombaram a porta. "Foi horrível, queria apagar esse episódio da minha cabeça". 

Caos na Bahia

As chuvas registradas no Sul da Bahia, sobretudo, deixaram até a noite desse domingo (26), 16.001 desabrigados, 19.580 desalojados, 18 mortos, 286 feridos  e dois desaparecidos. Ao todo, as precipitações afetam 430.869 pessoas. O balanço é do governador Rui Costa.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas na Bahia foram causadas pela Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), formada por uma faixa de nuvens da região Sul da Amazônia à Área Central do Atlântico Sul.