Gabiroba: conheça os benefícios e as propriedades da folha

Planta ajuda a prevenir a anemia, tratar infecções e auxilia na perda de peso

Escrito por Raísa Azevedo, raisa.azevedo@svm.com.br

Ser Saúde
Gabiroba
Legenda: Planta é rica em carboidratos, proteínas, sais minerais, niacina e em vitaminas C e do complexo B
Foto: Shutterstock

Gabiroba é um nome popular associado a várias plantas do gênero Campomanesia. Ela está presente no Brasil, de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, porém existem outras espécies mais comuns em áreas de cerrado, diz a bióloga Priscila Orlandini*.

A gabiroba possui frutos comestíveis e que são utilizados em geleias. Sua folha também possui diversos benefícios (aprenda a fazer o chá abaixo).

É possível plantar a gabiroba para utilizá-la na ornamentação, valorizando o uso de espécies nativas e que atraiam e alimentem a fauna nativa, especialmente as aves, como os sabiás e sanhaços.

Desta maneira, as Campomanesia possuem grande potencial econômico, seja na produção de doces ou no consumo in natura dos frutos.

Benefícios da gabiroba

De acordo com a nutricionista Sueli Oliveira**, a gabiroba é extremamente rica em carboidratos, proteínas, sais minerais, niacina e em vitaminas C e do complexo B. Entre os principais benefícios da planta estão:

  • Previne a anemia
  • Ajuda a tratar infecções
  • Combate a disenteria
  • Auxilia na perda de peso
  • Tem ação diurética
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Ajuda a acabar com a dor de dente
  • Ajuda a tratar hemorroidas

Frutos da gabiroba
Legenda: A planta possui frutos comestíveis e que são utilizados em geleias
Foto: Shutterstock

Folha

A infusão da folha de gabiroba pode tratar doenças como cistite e uretrite. Ela protege contra úlceras, reduz o colesterol, combate inflamações e ainda tem ação antioxidante. O chá da folha também é muito usado para combater infecções urinárias e na bexiga.

Como fazer o chá?

Use de 4 a 5 folhas picadas em 500ml de água e ferva por aproximadamente 10 minutos. Depois, deixe abafado por alguns minutos e já pode tomar o chá.

A nutricionista alerta que seu uso exagerado pode causar tonturas e enjoos. Além disso, a substância não é indicada para mulheres grávidas, pois há relatos de que pode forçar ou induzir o parto.

Plantas do gênero Campomanesia, comum nas áreas de Cerrado
Legenda: As plantas do gênero Campomanesia são comuns nas áreas de Cerrado
Foto: Shutterstock

Como fazer muda de gabiroba?

Priscila Orlandini explica que a gabiroba pode ser plantada a partir das sementes extraídas dos frutos. É recomendável realizar o plantio assim que a extração das sementes for feita, garantindo a viabilidade da própria semente.

O plantio deve ser realizado em terra ou substrato rico em matéria orgânica. Assim que as mudas atingirem pelo menos 15 centímetros, poderão ser replantadas em uma área maior para se desenvolverem, uma vez que a gabiroba pode crescer bastante.

Tem como plantar gabiroba em vaso?

As mudas de gabiroba podem ser feitas em vasos de tamanhos diversos, porém o tamanho final da planta adulta é que vai determinar o melhor local para que ela seja plantada, aconselha a especialista.

No geral, as gabirobas possuem porte arbustivo ou arbóreo, sendo plantadas em áreas abertas, mas é possível, sim, plantá-las em vasos, desde que tenham um tamanho condizente com o porte da espécie escolhida.

 

*Priscila Orlandini é bióloga formada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestra e Doutora em Biologia Vegetal formada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

**Sueli Oliveira é nutricionista formada pela Estácio de Sá e pós-graduada pelo INADES em nutrição, metabolismo e fisiologia do exercício.