Filho de chefe Nº 1 de facção criminosa de Caucaia que era dono de anel templário é preso

A Polícia Civil aponta que ele fazia parte do grupo do pai. O bando também tinha como "cabeça" Alban Darlan, morto em um confronto no Rio de Janeiro

O filho do chefe número um de uma facção criminosa nacional com extensão em Caucaia foi preso na terça-feira (6) no bairro Serra da Tucunduba, na cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. A captura foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública na quarta-feira (7). O pai do detido era dono de um anel templário por ser da alta hierarquia da organização.

De acordo com a pasta, Kildary William Cavalcante Rebouças, de 24 anos, integra o grupo do pai, Francisco Cilas de Moura Araújo, o 'Mago', de 44 anos. O bando também tinha como "cabeça" Alban Darlan Batista Guerra, morto em 2020 durante um confronto com policiais civis no Rio de Janeiro.

Francisco Cilas é apontado pela Polícia Civil como o responsável por diversos crimes no Ceará. Ele estava foragido desde 2016 - incluso na lista dos mais procurados - e foi preso em 2020 no Piauí.

Na ocasião, os investigadores apreenderam um anel templário na posse de 'Mago'. O objeto, que é usado por membros da alta hierarquia das facções criminosas, tinha a descrição 'MG', referente ao apelido dele.

Ofensiva

Policiais militares da Força Tática (FT) do 12º Batalhão chegaram até o jovem depois de saberem que pessoas estavam realizando tráfico de drogas no bairro e planejando homicídios.

De acordo com o tenente-coronel Emanuel, subcomandante do 12º Batalhão de Caucaia, o preso estava em um acampamento em região de mata na Serra da Tucunduba. As informações foram repassadas por denúncias anônimas à Polícia.

"Eles estavam no acampamento, sempre tinham acesso principalmente pelo lado de Maranguape, Maracanaú. De posse dessas informações, nós fizemos cerco e conseguimos localizar e prender esse indivíduo", afirmou o subcomandante.

Com Kildary William, foram apreendidos 77 pinos de cocaína, além de sete gramas de maconha e uma quantia em dinheiro.

Ele foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foi autuado por tráfico de drogas. O suspeito já tem passagens por integrar organização criminosa, tráfico de drogas, posse ou porte ilegal de arma de fogo e desacato.

 

 

 

 

 
Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança