Redenção só tem estoque de oxigênio até terça (9); reposição para mais uma semana foi contratada

O prefeito Davi Benevides (PDT) participa de uma reunião amanhã com o Estado, Aprece, MPCE, e outros entes para tratar sobre o assunto. Empresa contratada garantiu entregar oxigênio para mais uma semana

fotografia
Legenda: Neste domingo, o prefeito anunciou medidas mais restritivas no município
Foto: Kid Júnior

A rede municipal de saúde de Redenção, distante 60 km de Fortaleza, só tem estoque de oxigênio hospitalar suficiente para manter o abastecimento até terça-feira (9), informou o prefeito da cidade, Davi Benevides (PDT). 

Neste domingo (7), o prefeito de Redenção também veio a público alerta sobre a possibilidade de faltar oxigênio na rede municipal de saúde da cidade. Em live transmitida nas redes sociais, Davi disse que o número de casos e internações vem crescendo de forma muito intensa no Estado, e no município não é diferente.  

Duas notícias, segundo ele, preocupam a administração pública: a confirmação de um caso da nova variante do coronavírus registrada em um paciente da cidade e a dificuldade que o município tem encontrado para comprar oxigênio hospitalar. 

"Comprar oxigênio hoje está ficando difícil. A gente tem conversado com todas as entidades, secretarias de saúde, associações, para tentar conseguir ter acesso a mais oxigênio. [...] O sistema de saúde do Brasil, do Ceará e de Redenção não comportam toda essa busca que a gente está tento. Ou seja, nós temos uma indústria no Estado de oxigênio e hoje a gente está com dificuldade de encontrar oxigênio. Mais uma vez, estamos chegando em um momento crítico", ressaltou, pedindo a população para seguir as restrições sanitárias.

Procurado pelo SVM, o prefeito reforçou a dificuldade de encontrar oxigênio, mas informou que o município já conseguiu um fornecedor em outro estado, que garantiu reposição suficiente para durar mais uma semana. A prefeitura de Redenção não informou quando o insumo chegará à cidade.

"Estamos adotando medidas de isolamento rígido parecido com as determinações do Governo do Estado. Porém, com adaptações à realidade municipal. Registrar que a Amab, Associação dos Municípios do Maciço de Baturité, se reuniu quinta, 5, para debater medidas de cunho regional. Temos 16 leitos, dos quais 14 de enfermaria e 2 UTU (unidade de tratamento de urgência). Estamos com 70% da ocupação dos leitos de enfermaria e 100% das UTUs", ressaltou. 

Empresas que distribuem oxigênio para municípios têm emitido alertas sobre a possível falta do insumo nos próximos dias, devido à alta demanda. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por sua vez, informou por nota que estoque para a rede estadual está garantido e há disponibilidade para ajudar municípios.

Novas restrições

fotografia
Legenda: As novas restrições sanitárias na cidade começam a valer a partir de terça e seguem até dia 23, conforme anunciou o prefeito nas redes sociais
Foto: Kid Júnior

Neste domingo, o prefeito anunciou medidas mais restritivas no município em live nas redes sociais. Na ocasião, ele disse que a partir de terça-feira (9), atividades não essenciais vão poder funcionar de 7h às 12h. A exceção é apenas para academias, práticas esportivas e feiras, que ficam proibidas no município.

Já as atividades essenciais poderão funcionar de 7h às 18h. As limitações valem de terça (9) até 23 de março.

Vejas as principais restrições:

  • Toque de recolher de segunda a domingo, das 19h às 5h;
  • Serviços não essenciais poderão funcionar de 7h às 12h, respeitada a redução de 30% da capacidade. A partir das 12h todas as atividades não essenciais estão proibidas;
  • Atividades essenciais funcionarão das 7h às 18h;
  • Os serviços e atividades autorizados a funcionar deverão respeitar todas as providências para evitar aglomerações nos estabelecimentos, preservar o distanciamento mínimo e garantir: álcool em gel, uso obrigatório de máscaras, vedando a entrada de clientes sem o EPI, e atendimento prioritário a pessoas do grupo de risco;
  • Ficam vedadas a realização de feiras de qualquer natureza;
  • Ficam proibidas a circulação de pessoas em locais ou espaços públicos, tais como praças, brinquedopraças, academias ao ar livre e calçadões;
  • Fica proibida a prática de atividades esportivas em locais abertos ou fechados;
  • Igrejas, templos e demais instituições religiosas estão autorizadas a funcionar entre de 7h às 12h, respeitando a capacidade de 30%, o distanciamento mínimo e uso obrigatório de máscaras. Depois desse horário, apenas virtualmente;
  • Bares e Restaurantes poderão funcionar com atendimento presencial de segunda a sexta-feira, das 7h as 12h, estando, a partir desse horário, permitidos funcionar em modalidade delivery, vedado o consumo local. Aos sábados e domingos fica vedado o consumo local nestes estabelecimentos, estando autorizados a funcionar exclusivamente na modalidade delivery.
Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará