Projeto São José IV vai investir mais de R$ 600 mi até 2025

A prioridade são programas de abastecimento de água e ações produtivas no campo para os agricultores familiares. A novidade desta etapa é o investimento em sistemas de reúso de água

Agricultura
Legenda: IV etapa do Projeto São José vai investir em sistemas de reúso de água
Foto: Honório Barbosa

O Projeto São José vai investir cerca de R$ 600 milhões em abastecimento de água, módulos sanitários, unidades produtivas e equipamentos para mecanização agrícola, no período de cinco anos – 2020 a 2025. A IV etapa do projeto foi lançada nesta quarta-feira (25), em Fortaleza, de forma remota. A meta é atender 440 mil pessoas no sertão cearense.

Tradicionalmente, o projeto é lançado no dia do padroeiro do Ceará, São José, em 19 de março, feriado estadual. Neste ano, devido à pandemia, a programação foi adiada e ocorreu em plataforma remota pela internet.

Os recursos são de financiamento do Banco Mundial (Bird), no valor de R$ 403 milhões, e mais R$ 201,5 milhões de contrapartida do governo do Ceará.

Os municípios e associações comunitárias interessados em participar do Projeto São José IV devem acessar o site da SDA (www.sda.ce.gov.br) para obter as informações necessárias para conseguir o crédito. Equipes do governo farão seminários durante o mês de dezembro no interior para explicar como aderir às ações.

Segmentos

No segmento de abastecimento de água de comunidades rurais serão investidos R$ 213,7 milhões para atendimento a 94 mil famílias com implantação de 165 sistemas, 5.250 módulos sanitários e outros 200 de reuso da água servida de pias, lavanderias e chuveiros.

Já na área de projetos produtivos, o orçamento prevê investimento de R$ 263,18 milhões em 430 projetos e atendimento a 13 mil famílias. “A ação inclui capacitações, cursos e intercâmbios para beneficiários e estudos técnicos”, pontuou o titular da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Francisco De Assis Diniz.

Nesta etapa, o projeto São José vai investir na implantação de 259 sistemas localizados de abastecimento de água (R$ 142,5 milhões), beneficiando 35.184 famílias.

Outros R$ 106,42 milhões serão aplicados em 267 projetos produtivos para atender 7.403 famílias.

Para o segmento de mecanização agrícola – compra de tratores e implementos, serão aplicados R$ 22,5 milhões em 180 projetos para atender diretamente 11.362 famílias.

Mais de 2100 famílias receberão 77 projetos de assistência técnica. O investimento no setor é de R$ 2,90 milhões.

O projeto São José estabelece critérios de escolha de atendimento às famílias a partir de elegibilidade de 50 municípios de alta e média vulnerabilidades conforme o Índice Municipal de Alerta (IMA), dando prioridade às comunidades rurais com mais de 50 famílias que tenham disponibilidade de fontes d´água e de energia elétrica.

Os projetos comunitários devem ser aprovados pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) e Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar).

O governador Camilo Santana frisou que essa nova etapa do projeto São José “terá a inovação de implantação de sistemas de reuso de água”, além dos projetos produtivos “para ampliar a renda da agricultura familiar”.

Camilo Santana destacou ainda que o Projeto São José “tem o papel de democratizar e dar oportunidade para as famílias que moram no campo”.

Balanço

De 2015 até agora, o São José III implantou 259 sistemas de abastecimento d´água em 99 municípios cearenses, beneficiando mais de 35 mil famílias. Além disso, mais 7.403 famílias foram atendidas com a implantação de 267 projetos produtivos nas áreas de apicultura (63), ovinocaprinocultura (53), bovinocultura (38), fruticultura (27), cajucultura (26), mandiocultura (23), dentre outras.

Na mecanização agrícola, 11.362 famílias tiveram acesso a 180 projetos, e outras 2.105 famílias receberam auxílio através de assistência técnica, com 77 projetos. O investimento nesses últimos cinco anos foi o mesmo do novo São José, sendo U$S 150 milhões para o desenvolvimento dessas ações.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará