Prefeitura de Sobral determina suspensão de aulas presenciais até 18 de janeiro de 2021

Determinação foi publicada no Diário Oficial do Município no último domingo (25) e vale para unidades das redes pública e particular

As aulas presenciais nas redes de ensino pública e privada em Sobral, na Região Norte do Ceará, estão suspensas até o dia 18 de janeiro de 2021, conforme determinação da prefeitura. O Diário Oficial do Município (DOM), do último dia 25, esclarece que as atividades nas escolas seguirão no regime remoto por causa da pandemia de Covid-19.

A publicação no DOM indica ainda que o cronograma in loco será permitido para atividade extracurriculares, como aulas de idiomas, informática e música na educação básica; aulas práticas e estágios para estudantes do ensino superior, e ainda exames de admissão e testes de proficiência em línguas estrangeiras.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação de Sobral comunicou que segue "elaborando novo calendário escolar, reestruturando a gestão escolar, que compreende aspectos pedagógicos e administrativos, e estudando alternativas para a regularização do fluxo escolar sem comprometer a aprendizagem e o ano do ano letivo de 2021". 

Retomada

Apesar da suspensão, a Pasta ressaltou que já dispõe de um plano customizado para o retorno das aulas presenciais com medidas de distanciamento social, higiene pessoal e sanitização de ambientes, além de ações de comunicação e monitoramento da condição clínica da comunidade escolar.

Assim como Sobral, Fortaleza e oito municípios da Região Metropolitana decidiram não retomar atividades presenciais nas escolas neste ano. De acordo com o último decreto estadual, as unidades de 44 municípios da Região de Saúde da Capital podem funcionar com 75% da capacidade no ensino infantil, 50% nas turmas de 1º, 2º e 9º do Ensino Fundamental, e 3º do médio, e 35% do 3º ao 8º ano.

Atualmente, segundo atualização da plataforma IntegraSUS da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), às 15h30 desta quinta-feira (29), Sobral tem 12.563 infectados pelo novo coronavírus, 314 mortes e outros 641 casos suspeitos em investigação.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará