Nova Olinda dispensa uso obrigatório da máscara contra a Covid-19 em espaços públicos

Prefeito baseia decisão no fato de que 88,7% da população do município está vacinada contra a doença. Secretaria da Saúde do Ceará não cogita nenhuma flexibilização

Máscara é item considerado essencial para combater a Covid-19. Especialistas não indicam relaxar proteção.
Legenda: Máscara é item considerado essencial para combater a Covid-19. Especialistas não indicam relaxar proteção.
Foto: Reprodução

A Prefeitura de Nova Olinda, no Cariri, decretou nesta quarta-feira (6) que os cidadãos do município estão desobrigados a utilizar a máscara de proteção contra a Covid-19 em espaços públicos. A medida passa a valer a partir de hoje.

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), contudo, diz que o Governo não cogita nenhuma flexibilização das medidas individuais de combate à pandemia. "Nenhuma flexibilização referente ao não uso de máscaras de proteção é cogitada no momento, tendo em vista não haver contexto sanitário favorável no Estado", afirma, em nota, a pasta.

Em sua conta no Instagram, o prefeito Ítalo Brito (PP) justificou o decreto alegando que 88,7% da população do município está imunizada contra a doença e que permanecem baixos os índices de casos e internações hospitalares provocados pela pandemia.

A única regra imposta pelo documento é que o não uso da máscara deva ocorrer somente em locais abertos e sem aglomerações e desde que a pessoa possa comprovar estar com o esquema vacinal completo — com pelo menos 15 dias após a segunda dose. 

A medida contraria orientações de especialistas e o próprio decreto estadual vigente, que aponta que é dever geral de proteção individual o uso de máscara.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará