Moradores escrevem frase gigante 'fica em casa' em duna de Canoa Quebrada

Frase foi escrita na duna localizada na entrada da cidade, para alertar ao visitante sobre a quarentena.

Legenda: Frase 'fica em casa' foi escrita por moradores na principal duna de Canoa Quebrada, no litoral cearense.
Foto: Ewerton da Silva Santos

Moradores escreveram a frase 'fica em casa' na principal duna de Canoa Quebrada, a duna Pôr do Sol, que fica na entrada da comuidade, em Aracati, na tentativa de barrar o avanço do novo coronavírus na região. O Ceará está em isolamento rígido até o dia 20 e apenas os deslocamentos essenciais estão permitidos. Com o decreto do governador Camilo Santana, fica proibida a circulação de pessoas em praias, parques e em qualquer outro lugar público que gere aglomeração de pessoas.

Aracati tem 47 casos confirmados de Covid-19, segundo a secretaria estadual da Saúde.

"Esse nome que fizemos hoje na duna Pôr do Sol, é justamente para alertar quem vem. Porque já que tem a barreira, normalmente quem vem, a visão de quem vai entrar em Canoa Querada é da duna Pôr do Sol. Então o pessoal decidiu fazer, colocar 'fica em casa' para alertar", conta o gerente administrativo Ewerton Santos. "É mais uma maneira de alertar e uma maneira da população expor a realidade. Fique em casa! Estamos em quarentena", diz.

Segundo Ewerton, que juntamente com três amigos escreveu a frase na duna, a ideia de escrever a frase foi para conscientizar a população sobre a gravidade da situação do novo coronavírus e para servir como um alerta. "Tentamos passar para as pessoas que não são de Canoa Quebrada, que eles fiquem em casa", conta.

Barreira

Na quarta-feira e na quinta, cerca de 80 moradores formaram uma barreira na entrada da praia para permitir a passagem apenas de moradores e reivindicar que seja implantada um controle do poder público quanto aos acessos à comunidade

Coronavírus no Ceará

O Ceará soma 22.490 casos confirmados e 1.476 mortes provocadas por complicações da infecção causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), conforme dados divulgados no boletim da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), às 10h09 desta sexta-feira (15).

Ao todo, foram 63 novas mortes e 1.413 casos a mais ante o último informe, às 17h26 desta quinta-feira (14), que apontava 1.413 óbitos e 21.077 diagnósticos positivos para a doença. Outros 429 óbitos suspeitos de coronavírus estão sendo investigados, enquanto a letalidade da doença no Ceará, no momento, é de 6,6%.

Fortaleza, que ultrapassou os mil óbitos nesta quarta-feira (13), é a cidade cearense a concentrar a maioria dos registros, com 1.088 mortes e 14.259 casos confirmados. Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana, vêm em seguida com 820 e 529 casos, respectivamente.