Manifestantes protestam contra cortes de verbas para Educação no interior do Ceará

Atos são registrados em Limoeiro do Norte, Itarema, Quixadá, Iguatu e Amontada

Legenda: Em Itapipoca, alunos e professores participam de protesto contra cortes de verbas para a Educação, anunciado pelo Ministério da Educação
Foto: Fetance

Manifestantes participam de atos em protesto contra cortes de verbas para a Educação, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC), na manhã desta quinta-feira (30). Atos são registrados em Limoeiro do Norte, Itarema, Quixadá, Iguatu, Barbalha e Amontada

O primeiro ato começou no município de Limoeiro do Norte, no campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE). Professores e alunos protestam exibindo cartazes pedindo mais investimentos para a educação. Ato em Morada Nova,  estudantes, servidores municipais, professores e trabalhadores rurais reúnem cerca de 2 mil pessoas nas ruas da cidade. 

Em Itarema, no Litoral-Oeste, os manifestantes se concentraram na Sede do Sindicato de Servidores da cidade e, em seguida, saíram em caminhada por ruas e avenidas da cidade. Eles usam um carro de som e gritam palavras de ordem contra o governo.

Sertão Central e Centro-Sul

Já em Quixadá, no Sertão Central, o ato começou por volta das 8h. Um grupo de servidores municipais, estudantes e sindicalistas relacionados à educação se concentra em frente à Faculdade de Educação de Quixadá (Feclesc). Os participantes levaram faixas contra os bloqueios de recursos para a educação, contra o Governo Federal e Reforma da Previdência.

Em Iguatu, estudantes, professores e servidores municipais se concentraram em uma manifestação na Praça Gonçalves de Carvalho, no Centro. Logo depois, os participantes saíram em caminhada por diversas vias do município. Os participantes usaram cartazes, faixas e um carro de som com frases contra os cortes. Na cidade de Amontada, os protestos acontecem desde as 8h em frente ao Ginásio Poliesportivo Abilhão. O mesmo ocorre em Jucas, na Região Centro-Sul. Professores, alunos e servidores municipais saem nas ruas exibindo cartazes exigindo mais educação. 

Protesto no Cariri

Na Região do Cariri, alunos, professores e, servidores dos municípios do Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Caririaçu, Jardim e Mauriti estão participam do movimento. Segundo a organização, cerca de oito mil pessoas estão no ato que ocorre em Barbalha. Começou no parque da cidade e parou no Largo do Rosário.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará