Lojas de roupas e calçados voltam a atender consumidores em Iguatu

Movimentação foi intensa no centro comercial na véspera do Dia dos Pais

Movimentação grande no centro de Iguatu neste sábado
Legenda: Movimentação grande no centro de Iguatu neste sábado
Foto: Wandenberg Belém

Na manhã deste sábado (8), véspera do Dia dos Pais, a movimentação foi intensa no centro comercial de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará. Os lojistas comemoram as boas vendas. O município está na primeira fase de abertura gradual das atividades econômicas.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iguatu, José Mota Luciano (Dedé Duquesa) disse que o balanço parcial apresenta boa movimentação do varejo. “Ainda não temos dado consolidado, mas a expectativa é de que as vendas vão ficar iguais a do mesmo período do ano passado, e para esse momento de pandemia, já é um bom resultado”, pontuou. “A movimentação está surpreendendo”.

No período da Páscoa e do Dia das Mães as lojas estavam fechadas por causa das medidas restritivas de prevenção à Covid-19. “A nossa esperança é que vamos recomeçar com boas vendas e esperamos que o comércio reaja”, frisou Dedé Duquesa. “Até o fim do ano queremos que o varejo registre ótimas vendas para compensar o que perdeu entre abril e julho”.

No centro comercial, os consumidores lotaram as calçadas. O acesso às lojas ainda é limitado. De acordo com novo decreto municipal, que vale até domingo, amanhã, 9, lojas de roupas, cosméticos, calçados, variedades e brinquedos podem reabrir com até 40% do quadro de funcionários e controle do fluxo de pessoas.

Lojas de móveis e eletrodomésticos, assim como de celular já estão funcionando desde a semana passada. “As vendas nos surpreenderam em julho pelo WhatsApp e por meio do aplicativo e continuam boa agora em agosto”, disse o gerente de uma loja de rede de eletrodomésticos, Ébio Gouveia.

Os empresários firmaram um pacto com a CDL e a secretaria de Saúde para seguir as normas de segurança. “Primeiro, o nosso cuidado é com nossos clientes, toda a loja é higienizada constantemente, pessoal que cuida da limpeza redobrou a atenção”, disse a gerente comercial de uma loja de confecções, Fernanda Alves. Na entrada tem álcool em gel e funcionários e clientes têm de usar máscara”.

A estudante, Márcia Rocha, foi ao centro para comprar um presente para o pai. “É uma camiseta com listras azuis, que eu sei que ele gosta”, contou. “Encontrei uma bonita”. O funcionário público municipal, Alex Pereira, também veio ao centro para presentear o pai. “Comprei um hidratante e um creme para barbear”, disse.

Fernanda Alves disse que a expectativa de aumento nas vendas é de pelo menos 10% na primeira quinzena deste mês, em a igual período de julho passado. Nas lojas de roupas, provadores estão interditados. Quem comprar alguma peça de roupa, não pode experimentar, para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Quem vem ao centro, acha as medidas necessárias para o momento. “Eu já sei o tipo de roupa que visto e aproveitei para ver umas camisetas que estou precisando”, contou a dona de casa, Maria Aquino Leandro. “Se não der certo, provando em casa, a gente troca”.

A fiscalização e a orientação dos órgãos de vigilância sanitária foram intensificadas, desde ontem, sexta-feira (7). “Se pessoas cumprirem todos os cuidados necessários, a situação tende a melhorar. Logo, logo outros setores que ainda estão fechados irão abrir”, destacou Vinícius Silva, fiscal sanitário.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo da região do Ceará?