Instituto Myra Eliane leva vivência dos valores humanos para municípios do Ceará

O projeto de websalas do Instituto Myra Eliane já foi implantado em cerca de 400 escolas de 14 municípios cearenses, beneficiando mais de 41 mil crianças

Instituto Myra Eliane
Legenda: Organização sem fins lucrativos, o Instituto Myra Eliane foi criado em 2016 com o objetivo de contribuir na transformação da sociedade, através da formação e vivência dos Valores Humanos universais na educação infantil (foto feita antes da pandemia)
Foto: Divulgação

O projeto de websalas do Instituto Myra Eliane chegou nesta semana, aos professores do município de Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza. A capacitação, com abordagem direta na educação em valores humanos, é voltada a profissionais de educação e já passou neste mês por Milagres, no Cariri, e deve contemplar, ainda em março, professores de Aquiraz e Maracanaú, alguns dos 14 municípios parceiros do IME.

"Nas websalas, realizamos escuta ativa e o acolhimento, construindo espaços de escuta sensível e empatia com os educadores. Entendemos que, hoje, o ensino remoto se apresenta como uma das alternativas consideráveis para a educação, em função da pandemia, e precisamos capacitar os profissionais cada vez mais para esse desafio", explica o Diretor Pedagógico do Instituto, Vinícios Rocha.

Formação e vivência dos Valores Humanos universais

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Myra Eliane foi criado em 2016 com o objetivo de contribuir na transformação da sociedade, através da formação e vivência dos Valores Humanos universais (amor, paz, verdade, retidão e a não-violência) na educação infantil. Para alcançar esse propósito, conta com as parcerias do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), do Instituto Sathya Sai de Educação do Brasil e das prefeituras e secretarias de educação dos municípios parceiros.

O projeto já foi implantado em 14 municípios cearenses (Aquiraz, Brejo Santo, Cascavel, Caucaia, Crato, Eusébio, Horizonte, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Milagres, Pindoretama, Redenção, São Gonçalo do Amarante e Várzea Alegre). Atualmente, cerca de 400 escolas aplicam a metodologia. Mais de 41 mil crianças já foram beneficiadas em todo o estado.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará