Iguatu imuniza 27% das pessoas com comorbidades em três dias

Conforme a secretaria de Saúde de Iguatu, já foram aplicadas 28.531 doses de vacinas contra a Covid-19 na cidade

Franciluce Batista Nogueira, 43 anos, tem síndrome de down e, acompanhada da mãe, foi uma das vacinadas
Legenda: Franciluce Batista Nogueira, 43 anos, tem síndrome de down e, acompanhada da mãe, foi uma das vacinadas
Foto: Wandenberg Belém

A cidade de Iguatu, que é polo regional do Centro-Sul cearense, avançou para a terceira fase de vacinação contra a Covid-19, iniciando no sábado (15) a imunização para os que têm com comorbidades – cardiopatas, deficiência renal grave, física e mental. O município recebeu 685 doses e aplicou 191 (27%). Este público é estimado em 832 pessoas. 

Já com relação às gestantes, por causa da suspensão do uso do imunizante da Astrazeneca e ausência de doses da Coronavac, não há previsão de início da campanha para as grávidas.

Avanço da vacinação

Conforme a secretaria de Saúde de Iguatu, já foram aplicadas 28.531 doses de vacinas contra a Covid-19. Já pessoas com deficiência, a meta é vacinar 111 pessoas e foram recebidas 90 doses e aplicadas 14 (15%).   

O grupo de profissionais de saúde já chegou a 91% da meta, que é de 2.283 com primeira e segunda doses. Todos os idosos acima de 70 anos já receberam a primeira dose e 95%, a segunda dose. Entre 60 anos e 69 anos, 96% já foram imunizados com a primeira dose e 57% com a segunda.

Alívio e segurança

A campanha de imunização para o público da 3ª fase prossegue no Campus Universitário Multi-institucional Humberto Teixeira. No primeiro dia, foram imunizados 160 moradores. Franciluce Batista Nogueira, 43 anos, tem síndrome de down e, acompanhada da mãe, Lúcia Nogueira, foi uma das vacinadas. “Não doeu”, disse. “Eu queria receber essa vacina porque eu preciso”, comemorou.

Lúcia Nogueira disse que agora se sente "mais aliviada. Dá uma sensação de segurança em ver a minha filha vacinada. Estava esperando esse dia chegar”.

Continuando com os cuidados

Marluce Souza contou que a agente de Saúde que atende o bairro dela informou sobre o início da campanha e veio ser imunizada. Ela integra o grupo de risco por ser cardiopata. “Estou mais segura para ir trabalhar, mas vou continuar com todos os cuidados, usando máscara e tendo outras prevenções”.

De acordo com levantamento da secretaria de Saúde de Iguatu, 90% dos cardiopatas já foram vacinados neste sábado e no decorrer desta segunda-feira (17). Este grupo inclui pessoas acima de 50 anos. Já para os que fazem hemodiálise, têm deficiências permanentes e são hipertensos no nível três, a campanha atende acima de 18 anos de idade.

A enfermeira Aliciane Sobreira explicou que a campanha prossegue por tempo indeterminado. “Estamos também aplicando a segunda dose da Coronavac”, pontuou.

“Estou muito feliz e tenho um sentimento de gratidão ao SUS e de esperança em dias melhores”, disse a professora Odélia Abreu ao ser vacinada
Legenda: “Estou muito feliz e tenho um sentimento de gratidão ao SUS e de esperança em dias melhores”, disse a professora Odélia Abreu ao ser vacinada
Foto: Wandenberg Belém

A professora Odélia Abreu lembrou do momento “crucial que todos estão vivenciando e com as famílias perdendo seus entes queridos”. Ela foi uma das imunizadas no último sábado. “Estou muito feliz e tenho um sentimento de gratidão ao SUS e de esperança em dias melhores”.

A coordenadora de Atenção Básica da secretaria de Saúde de Iguatu, Fideralina Albuquerque, observou que “a atual fase é mais complexa e burocrática pois o critério são as doenças de base, pré-existentes, que precisam de apresentação de laudos ou atestados médicos e, por isso, será mais lenta”.

Casos de Covid-19 em Iguatu

Iguatu registra 175 óbitos desde o início da pandemia. Só neste mês de maio foram 16 mortes por Covid-19. O município tem 7837 casos confirmados e 6643 pacientes estão curados. Há 1019 pessoas ativas e 985 em isolamento domiciliar. Outros 21 pacientes estão internados em alas de enfermaria e 13 em UTI. A taxa de ocupação dos 30 leitos de UTI é de 86%.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará