Funerária se engana e deixa caixão com corpo em casa errada em Tauá

O corpo deixou Varginha em Minas Gerais e deveria chegar a Arneiroz, no Ceará, mas foi deixado em Tauá, distante 43 km

Foto: Foto: Divulgação

Um caixão com um homem morto foi entregue, na madrugada deste domingo (26), por engano em uma fazenda, na zona rural de Tauá, a 337 km de Fortaleza. A Polícia Civil afirmou que o corpo deixou Varginha em Minas Gerais, e o destino era a cidade de Arneiroz, distante 43 km de Tauá. A polícia disse que familiares aguardavam o corpo desde a última sexta-feira (24) e estavam preocupados com a demora da chegada do falecido.  

O delegado Gisleian Lima, da Delegacia Regional de Tauá, afirmou que os funcionários do transporte que prestam serviço terceirizado para uma funerária da cidade mineira erraram o endereço onde o corpo deveria ser entregue.  Ainda de acordo com Lima, os funcionários deixaram o caixão na fazenda e não conseguiram encontrar ninguém na casa. Então, resolveram ir até a cidade de Tauá, para fazer uma ligação para a funerária. Por meio de um telefonema, eles perceberam a confusão e retornaram para pegar o corpo. 

Legenda: Corpo apareceu em uma fazenda localizada na zona rural de Tauá
Foto: Divulgação

Quando retornaram à fazenda se depararam com a polícia pedindo explicações sobre o que havia ocorrido.  Enquanto os funcionários foram até o centro fazer a ligação, o morador da fazenda chegou até a residência, viu o caixão e chamou os policiais.  

Depois do engano, o corpo foi levado para a cidade de Arneiroz e sepultado neste domingo. 

Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia Regional de Tauá e os responsáveis poderão responder por crime de vilipêndio por terem deixado o corpo abandonado. 
 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará