Balanço inicial aponta mais de R$ 150 mil em prejuízos após temporal em Jaguaribe, interior do Ceará

A Chuva ocorreu na tarde deste domingo (20) e destruiu casas e equipamentos públicos da cidade

Legenda: Mais de 100 casas foram danificadas com a ventania.
Foto: Foto: Wandenberg Belém

Um temporal, carregado por ventos fortes de até 78,8 km/h e chuva intensa, deixou os moradores da cidade de Jaguaribe assustados na tarde deste domingo, 20. O fenômeno ocorreu por voltas das 16h30 e durou cerca de 40 minutos, tempo suficiente para danificar prédios, mais de 100 casas, além de equipamentos públicos que, juntos, somam um prejuízo de mais de R$ 150 mil ao Município. 

O balanço inicial foi feito pelo secretário da Cidade e Infraestrutura de Jaguaribe, Geraldo Targino. Segundo ele, um grupo de trabalho composto por profissionais da limpeza e técnicos de infraestrutura realizou ontem, 21, trabalhos de remoção dos escombros. “Também usamos máquinas para retirada de materiais. Tudo para melhorar a situação dos moradores”, relata. Apesar do susto, não há evidências de feridos.

Coisa de Filme

Francinete Alves, moradora do Centro de Jaguaribe, conta que a ventania “parecia coisa de filme”. “Uma tarde de terror muito grande. A gente pensava até que não ia ter vida, foi de uma hora para a outra. O tempo estava limpo, com sol, aí fechou um pouco, mas não foi com tanta chuva. Foi muito vento”, lembra. Quando percebeu que ela e a família poderiam se ferir, a dona de casa se abrigou nos fundos da residência.

Eu fiquei lá nos fundos por ter dois cômodos forrados, então, eu fiquei lá e, aqui (garagem), abandonei. Lá era mais seguro. 

Ainda segundo Francinete, os maiores prejuízos vieram das telhas quebradas. “Quebrou na faixa de umas 500 telhas aqui na garagem, lá nos fundos umas 100. No total, então, houve uma perda de umas 600 telhas, mas graças a Deus foi só material”, afirma. 

Igreja Matriz

A também moradora Francisca de Sousa, de 70 anos, diz que nunca havia passado por uma situação assim. “Nunca tinha visto. Uma barbaridade, uma coisa sem explicação. Até a igreja, quando eu entrei hoje pela manhã, chorei de ver as imagens quebradas. Eu sou evangélica, mas as pessoas que têm a tradição não puderam participar da missa, das celebrações. É muito triste”, lamenta. 

O coordenador da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias, Jonilson Peixoto, aponta o cenário encontrado após a passagem do vendaval. Segundo ele, por conta do ocorrido, a celebração do domingo foi cancelada. 

Vidro quebrado, castiçais, vasos do altar e até alguns quadros foram arremessados no chão. Uma das portas da lateral foi sacada e arremessada para a praça lateral e até uma das imagens da Virgem Maria a gente quase perde.
 

Igreja Matriz

Você tem interesse em receber mais conteúdo da região do Ceará?

Assuntos Relacionados