STJ determina afastamento do governador do Tocantins por seis meses

Casa de Mauro Carlesse (PSL) e sede do governo também são alvos de operação da Polícia Federal

Mauro Carlesse governador do Tocatins
Legenda: Gestor é investigado por suposto pagamento de propina
Foto: Divulgação

O ministro Mauro Luiz Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou o afastamento por seis meses do governador do Tocatins, Mauro Carlesse (PSL). A decisão será submetida nesta quarta-feira (20) ao pleno da Corte do STJ, que pode mantê-la ou revogá-la. O gestor estadual é alvo de inquérito sobre suposto pagamento de propina e obstrução de investigações. 

Ainda na manhã desta quartafeira, a Polícia Federal cumpre mandados de buscas na residência de Carlesse e na sede do governo do Tocatins. Secretários estaduais, como o titular da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Cristiano Sampaio, também são alvos dos mandados.

Segundo a PF,  as buscas integram duas operações que investigam o pagamento de propina relacionada ao plano de saúde dos servidores estaduais, obstrução de investigações e incorporação de recursos públicos desviados ao patrimônio dos investigados.

Iniciadas há dois anos, as apurações em torno do caso "reuniram um vasto conjunto de elementos que demonstram um complexo aparelhamento da estrutura estatal voltado a permitir a continuidade de diversos esquemas criminosos comandados pelos principais investigados". 

A assessoria e a defesa do advogado ainda não emitiram posicionamento acerca das buscas.