Kalil, pré-candidato ao governo de Minas Gerais, discute com entrevistador ao vivo; veja vídeo

Durante discussão, o político disse que poderia jogar o entrevistador (conhecido com DJ Veneno) "pela janela"

Escrito por Redação,

PontoPoder
Kali fala durante entrevista
Legenda: A situação foi controlada após intervenção do apresentador do programa
Foto: Reprodução /Youtube

O ex-prefeito de Belo Horizonte e pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Alexandre Kalil (PSD), discutiu com um entrevistador da TV Capelinha, durante programa ao vivo, neste sábado (4), na cidade de Capelinha (MG). 

A discussão iniciou após o entrevistador, conhecido como 'DJ Veneno', questioná-lo sobre dívidas pessoais. O político, que também é empresário, contestou a pergunta, ponderando ter sido convidado para debater sobre as propostas de governo. 

“Você me convidou aqui para falar de política, para melhorar a vida do povo. Minha dívida já tinha [existia] quando eu estava na prefeitura. A diferença é que eu mexi com R$ 124 bilhões. E eu continuo devendo tudo”, afirmou Kalil. 

O ‘DJ veneno’ utilizou como fonte uma reportagem veiculada pela revista Veja, insistindo em questioná-lo sobre o assunto. Exasperado, Kalil disse que sua vida pessoal deveria ser respeitada.

"Eu devo mesmo. Fui um empresário, tenho 12 empresas, rapaz, eu devo mesmo. Sou igual qualquer brasileiro. Esse país está quebrado, eu não tenho vergonha de dever, não, eu dei coisa em garantia", disse.

 O conflito iniciou após quase 30 minutos de entrevista. 

Assista ao vídeo:

“Agora, eu queria que você lesse aí uma matéria de corrupção, de Cemig, de botou a mão em dinheiro público. Então, não venha mexer com a vida de um homem honrado, de 63 anos, não. Você não tem nem idade para isso”, completou. 

Diante da insistência do entrevistador sobre o assunto, Kalil ficou ainda mais exaltado. “Você não tem nem idade para isso. Eu devo mesmo. Fui um empresário, tenho 12 empresas, rapaz, eu devo mesmo. Sou igual qualquer brasileiro, esse país tá quebrado, eu não tenho vergonha de dever não, eu dei coisa em garantia”, dizia 

"Não grite comigo, rapaz! Não grite comigo, seu irresponsável. Molecote. Tá ‘querendo aparecer em cima de mim. Quem é você, não sei nem seu nome, nunca te vi. Aliás, se esse moleque continuar aqui, você vai me desculpar, entrevista esse banana, esse merdinha aqui", dizia ao apresentador do programa,  Alexandre Macedo. 

O ‘DJ veneno’ criticou a postura do político e disse que o atual governador e também pré-candidato Romeu Zema (Novo) “saiu correndo [do programa]’ quando também foi questionado por ele. 

Kalil discute:

"Corrido eu não saio, não, é mais fácil eu te jogar pela janela, ô moleque! Quem corre é o Zema. Você falou sobre a vida pessoal do Zema?”, gritou. 

O apresentador Alexandre Macedo interveio, pedindo que cortassem o microfone de ambos e que o foco da entrevista fosse o Vale do Jequitinhonha.

Em seguida, Kalil pediu desculpa pela exaltação e explicou sobre as dívidas de suas empresas.