Desde a campanha, Jair Bolsonaro passou por internamentos e seis cirurgias; veja histórico

Transferido para hospital em São Paulo nesta quarta (14), o presidente pode passar pela sétima cirurgia desde quando foi candidato em 2018

Jair Bolsonaro
Legenda: O presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e depois transferido para São Paulo
Foto: Alan Santos/PR

Diagnosticado com obstrução intestinal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está internado desde a madrugada desta quarta-feira (14), após sentir dores abdominais, e aguarda resultados de exames que devem indicar a necessidade ou não de uma intervenção cirúrgica. 

Esta não é, porém, a primeira vez que o presidente é internado por problemas de saúde desde que assumiu a cargo, em janeiro de 2019.

O mais recente internamento veio porque, além das dores, Bolsonaro também relatou soluços persistentes - o que foi visto durante discursos do chefe de Estado nos últimos dias. Após ser transferido de Brasília para São Paulo, ele está no Hospital Vila Nova Star.

Se for confirmada a necessidade de cirurgia, poderá ser a sétima intervenção a que o chefe do Palácio do Planalto é submetido desde a campanha eleitoral de 2018, quando sofreu uma facada. Veja o histórico do presidente:

Retira de bolsa de colostomia

No final de janeiro de 2019, Bolsonaro realizou procedimento cirúrgico para retirar uma bolsa de colostomia e religar o intestino. A cirurgia foi consequência da facada sofrida por ele durante a campanha eleitoral. Antes mesmo de assumir a Presidência, ele passou por duas cirurgias e ficou internado na UTI.

Correção de hérnia

Em setembro de 2019, Bolsonaro voltou a se submeter a uma cirurgia. Desta vez, para corrigir uma hérnia na parede abdominal, perto da cicatriz que tem na barriga devido a procedimentos anteriores.

Internamento após queda

O presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas, em dezembro de 2019, após sofrer uma queda no Palácio da Alvorada. Sem alteração nos exames, ficou internado apenas para observação.

Vasectomia

Bolsonaro realizou, pela segunda vez, uma vasectomia em janeiro de 2020. O procedimento é feito por homens que não desejam mais ter filhos biológicos.

Teste positivo para Covid

Em julho do ano passado, o presidente testou positivo para Covid-19. Ele chegou a ser levado a um hospital em Brasília para realizar o exame, mas não chegou a ser internado.

Retirada de pedra na bexiga

Ainda em 2020, o presidente foi submetido a uma cirurgia para retirada de pedra na bexiga. O procedimento ocorreu em setembro do ano passado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.


Assuntos Relacionados