Deputado cearense apresenta propostas sobre crise energética para representantes do governo federal

Danilo Forte se reuniu com integrantes do Ministério de Minas e Energia nesta terça (21)

O deputado federal Danilo Forte (PSDB) se reuniu, nessa terça-feira (21), com representantes do Ministério de Minas e Energia para discutir alternativas para a crise energética enfrentada pelo País. Presidente da Frente Parlamentar de Energia Renovável da Câmara, o tucano apresentou propostas em tramitação no legislativo e que podem contribuir para solucionar o problema. 

Dentre elas, a regulamentação do Marco Legal do Biogás - já aprovada pela Câmara dos Deputados - e a apresentação de projeto de incentivo à implementação de parques eólicos. 

A pior crise hídrica nos últimos 21 anos afetou o volume de reservatórios hidrelétricos, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Com a menor quantidade de água, a produção de energia no País sofreu impacto - com sucessivos aumentos na tarifa paga pela população.

Propostas para diminuir a crise

Entre as sugestões apresentadas durante a reunião com aos representantes do Ministério, está a regulamentação do Marco Legal do Biogás, com objetivo de fortalecer a oferta de energia no País. 

Proposta aprovada pela Câmara dos Deputados institui o Marco Legal da Microgeração e Minigeração Distribuída (MMGD) no País e pode ser uma alternativa para alavancar projetos de biogás. 

O parlamentar também apontou o programa de democratização de acesso à Geração Distribuída (GD) pelas camadas mais pobres da sociedade como uma proposta de resposta imediata ao problema da crise energética, principalmente para a população mais vulnerável. 

Fonte de energia renovável

Além disso, a possibilidade de apresentação de um projeto de lei para priorizar a implantação de parques eólicos nos aglomerados das cidades, disponibilizando energia limpa e que também se apresenta como mais barata que as energias fósseis.

A ideia, inclusive, teve como inspiração a produção de energia a partir dos parque eólicos do Nordeste - região menos afetada pela crise energética. Danilo Forte defendeu ainda a instalação de mais linhas de transmissão, ligando os estados nordestinos ao Centro-Sul do País, para transporte dessa energia.