Damares Alves: veja frases polêmicas da futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos

A advogada e pastora evangélica deu declarações sobre assuntos como feminismo, aborto e comunidade LGBT

Anunciada oficialmente como futura ministra da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos no dia 6 de dezembro, Damares Alves despertou o interesse da mídia desde o princípio devido às suas frases polêmicas. Com posicionamentos claros sobre assuntos como aborto e feminismo, Damares é advogada e pastora evangélica. 

Confira algumas das frases ditas por Damares durante coletivas de imprensa e/ou entrevistas individuais. 

Mulher e aborto

"Se a gravidez é um problema que dura só nove meses, o aborto é um problema que caminha a vida inteira com a mulher" - em 06/12/18, após sair de reunião com o presidente eleito

"Essa pasta não vai lidar com o tema aborto, vai lidar com proteção de vida e não com morte" - em  06/12/18, após sair de reunião com o presidente eleito

"A mulher aborta acreditando que está desengravidando (sic), mas não está" -  em 06/12/18, após sair de reunião com o presidente eleito

"Temos projetos interessantes no Congresso. O mais importante que vamos estar trabalhando é a questão do estatuto do nascituro. Vamos estabelecer políticas públicas para o bebê na barriga da mãe"  - em 11/12/18, ao sair de reunião com equipe de transição do novo governo

"Me preocupo com ausência da mulher de casa" - em 08/03/18, em entrevista a um site do Rio Grande do Norte, o Expresso Nacional

"Como eu gostaria estar em casa, toda tarde numa rede, me balançando e o meu marido ralando muito, muito, muito para me sustentar e me encher de joias e presentes. Esse seria o padrão ideal da sociedade" - em 08/03/18, em entrevista para um site do Rio Grande do Norte, o Expresso Nacional

"A mulher nasceu para ser mãe, é o papel mais especial da mulher" - em  08/03/18, em entrevista para um site do Rio Grande do Norte, o Expresso Nacional

"As feministas [estão] levantando uma guerra entre homens e mulheres" - em 08/03/18, em entrevista para um site do Rio Grande do Norte, o Expresso Nacional

Fundação Nacional do Índio (Funai)

"Funai não é problema neste governo, índio não é problema. O presidente só estava esperando o melhor lugar para colocar a Funai" - em 06/12/18, dia em que foi oficialmente anunciada como ministra

"O perfil do novo presidente da instituição será de alguém que ame desesperadamente os índios" - em 11/12/18, ao sair de reunião com equipe do governo de transição

Igreja

“Chegou a nossa hora, é o momento de a Igreja ocupar a nação. É o momento de a igreja dizer à nação a que viemos. É o momento de a igreja governar” - em 01/05/2016, durante um culto religioso

"Nenhum direito civil está ameaçado porque uma pastora é ministra" - em 06/12/18, dia em que foi oficialmente anunciada como ministra

Questões LGBT

"Se precisar, estarei nas ruas com as travestis, na porta das escolas, com as crianças que são discriminadas" - em 06/12/18, após sair de reunião com o presidente eleito

"16 anos atrás, dizíamos que íamos ter uma ditadura gay no Brasil. O que nós estamos vivendo hoje? Uma ditadura gay. Há uma imposição, há uma imposição ideológica no Brasil e quem diz que não aceita, é perseguido" - 2014, em seu DVD de palestras  "Em defesa da vida e da família"

Infância

"No momento em que coloco a menina igual o menino na escola, o menino vai pensar: ela é igual, então pode levar porrada. Não, a menina é diferente do menino"  - em 11/12/18, quando questionada sobre abuso sexual

"Nós vamos ter que cuidar da mulher na infância, na escola. O menininho de 3 anos vai aprender que a menininha merece ganhar flores. O menininho de 7 anos vai poder levar chocolate para a menina porque a menina é especial" - em 11/12/18, quando questionada sobre abuso sexual

"Vamos tratar meninas como princesas e meninos como príncipes" - em 11/12/18, quando questionada sobre abuso sexual

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política