Velocidade será de 50 Km/h na Av. Leste-Oeste

Nos primeiros seis meses, somente haverá multa por excesso de velocidade para quem ultrapassar 60 km/h

Legenda: Ao longo do trecho entre as avenidas Pasteur e Radialista José Lima Verde, foram instalados seis novos semáforos. A Av. Leste-Oeste é considerada uma das mais perigosas da cidade
Foto: Foto: JL Rosa

A Avenida Castelo Branco (Leste-Oeste) passará a obedecer, nesta quinta-feira (8), um novo limite de velocidade que corresponde a 50 km/h. A alteração visa evitar óbitos durante o tráfego na Avenida, onde o número de acidentes fatais é o segundo maior em Fortaleza, com 106 mortes em dez anos, de acordo com o Relatório Anual de Segurança Viária da cidade. A intervenção é apoiada inclusive pela Organização das Nações Unidas (ONU), em uma série de medidas recomendadas em 2011.

A adaptação passará a valer na área entre a Rua Jacinto Matos e a Av. Radialista José Lima Verde. Nos primeiros seis meses de implementação, somente haverá multa por excesso de velocidade nos casos que ultrapassarem 60 km/h. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a chance de um pedestre sobreviver a um atropelamento a 50 km/h é 10 vezes maior do que a 60 km/h.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizará um trabalho educativo na região durante o primeiro semestre de mudança. "Tentaremos monitorar o comportamento dos condutores e pedestres para então avaliarmos a ampliação desta política para outras vias da cidade", explica o superintendente do órgão, Arcelino Lima.

Ao longo do trecho entre as avenidas Pasteur e Radialista José Lima Verde, foram instalados seis novos semáforos. O trânsito em vias perpendiculares também foi reorganizado em sistemas binários que contemplou ainda o fechamento de retorno e conversões. A nova sinalização será sonora e está em implementação de um desenho urbano mais amigável aos pedestres e ciclistas.

Intervenções

Nos próximos dias, a ciclofaixa existente no canteiro central entre a Rua Jacinto Matos e Avenida Pasteur será prolongada até a Avenida Radialista José Lima Verde, com final no Cuca onde estará localizada junto ao passeio. Ao todo, serão 5 km de nova infraestrutura cicloviária na Av. Leste-Oeste. A próxima etapa da intervenção promoverá a ligação da Av. Leste-Oeste ao Centro e Praia de Iracema.

Em fase de estudos para a implementação da mesma redução está a Avenida Osório de Paiva, primeira em número absoluto de mortes na capital, segundo o Relatório Anual de Segurança Viária da Fortaleza.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) aplicou, em 2017, 1.234.952 multas em Fortaleza. Trafegar 20% acima da velocidade permitida e estacionar em horário/local proibido foram as principais causas de autuações da entidade durante o ano passado. O estado do Ceará registrou um total de 2.130.953 infrações no mesmo período.

Também em 2017, a Prefeitura de Fortaleza lançou a campanha 'Maio Amarelo' em razão da qualidade viária na capital. Na ocasião, o bairro Rodolfo Teófilo ganhou a 'Área Trânsito Calmo' e teve a velocidade reduzida em suas ruas para 30 km/h. Outros logradouros na época foram de 60 para 40 km/h.

A diminuição no limite de velocidade no trânsito é uma tendência já experimentada e consagrada por diversas cidades ao redor do mundo. Nova York reduziu, em 2014, o limite em sua área urbana, que passou para 40 km/h. Em Londres, a máxima diminui para 32km/h. Nas duas grandes capitais os óbitos caíram. Em Santiago, por outro lado, o caminho reverso (aumento na velocidade permitida de 50 para 60 km/h em 2002) resultou em aumento de mortes na capital chilena.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza