Três primeiros casos de coronavírus no Ceará são confirmados pela Secretaria da Saúde

Três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, estão infectados após uma viagem recente ao exterior

Foto: Agência Brasil

Os três primeiros casos de coronavírus no estado do Ceará foram confirmados na noite deste domingo (15), pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). 

Segundo a nota divulgada, são três pacientes infectados, sendo dois homens e uma mulher. Todos viajaram e retornaram recentemente do exterior. "Dois estão internados em um hospital particular na capital e outro, em isolamento domiciliar", afirma o documento.

Ainda segundo a Pasta, o quadro clínico dos pacientes, neste momento, não é grave.

Casos confirmados no Brasil

Com a confirmação dos três casos, o número de suspeitas no Ceará cai de 87 para 84, distribuídos entre 16 municípios. Os dados são do boletim mais recente da Secretaria da Saúde do Estado, divulgado também neste domingo. Ao todo, foram 173 notificações, 86 casos descartados

Os pacientes em investigação residem em Aquiraz, Caucaia, Camocim, Crato, Eusébio, Fortaleza, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Massapê, Quixadá, Quixeramobim, Sobral, Tamboril e Tauá. Até sábado (14), a Sesa investigava 30 casos, e 78 haviam sido descartados. 

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus: 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados