Profissionais da saúde da linha de frente serão vacinados nos locais de trabalho; veja prioridades

Idosos que vivem em abrigos também serão imunizados com as primeiras doses, de acordo com a Secretaria da Saúde.

Legenda: Novo lote com 115 mil doses será utilizado para imunizar profissionais da Saúde
Foto: Rperodução

O governador Camilo Santana anunciou, via redes sociais, que a vacinação contra a Covid-19 no Ceará deve ser iniciada ainda nesta segunda-feira (18). Neste primeiro momento, devem ser vacinados 109 mil cearenses que fazem parte de dois grupos prioritários: profissionais de saúde da linha de frente contra a doença e idosos que residem em asilos.

 

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), os primeiros imunizados serão os profissionais da linha de frente de unidades públicas e privadas, “que serão imunizados nos locais onde trabalham”. Em seguida, idosos de 60 anos ou mais que vivem institucionalizados. “Todos os grupos da Fase 1 serão vacinados na medida que cheguem mais lotes nas próximas semanas”, destaca a pasta.

Além de profissionais da saúde e idosos institucionalizados, o Plano Estadual de Operacionalização da Vacina cearense descreve que, no primeiro grupo, estão incluídos ainda idosos acima de 75 anos de idade e a população indígena do Estado. Ao todo, o bloco abrange 595.752 pessoas, conforme estimativa da Sesa.

Os grupos devem receber duas doses da mesma vacina, “garantindo assim maior eficácia”. O imunizante é a Coronavac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. Segundo o painel Our World in Data, ele já é aplicado na China e na Turquia.

Cerca de 2,6 milhões de pessoas de grupos prioritários devem ser protegidas no Estado com a chegada da vacina. Confira o cronograma abaixo:

1ª fase - 595.752 pessoas

  • Trabalhadores da saúde (182.907)
  • Pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (115.978)
  • Idosos acima de 75 anos de idade (269.964)
  • População indígena (26.903)

2ª fase - 538.785 pessoas

  • População de 60 a 74 anos

3ª fase - 415.155 pessoas

  • População com comorbidades

Demais fases - 1.062.093 pessoas

  • Trabalhadores da educação
  • Membros das forças de Segurança e salvamento
  • Colaboradores do sistema prisional
  • População privada de liberdade
  • População em situação de rua
  • Trabalhadores do transporte coletivo
  • Transportadores rodoviários de carga
  • Pessoas com deficiência permanente severa

A previsão do Governo é que a chegada do primeiro lote com 218 mil doses da Coronavac ocorra até o início da tarde de hoje. Depois, as vacinas serão distribuídas regionalmente num plano logístico que envolve aviões, helicópteros e transportes terrestres. O planejamento da Sesa é que a vacinação nos municípios comece simultaneamente na manhã da próxima quarta-feira (20)

A aplicação da Coronavac é intramuscular, com intervalo entre as duas doses de 14 dias. A vacina deve ser armazenada em temperaturas entre 2 ºC e 8 ºC. Além dela, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também autorizou o uso emergencial da vacina da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, que será replicada no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza