Mais de 570 mil pessoas no Ceará confirmaram cadastro para a vacina contra a Covid-19

Destes, 418.087 registros foram de pessoas de Fortaleza

Vacinação
Legenda: Quase 145 mil pessoas ainda estão com o processo pendente e devem confirmar os dados do cadastro no e-mail enviado pela Sesa
Foto: José Leomar

Uma semana após a abertura do cadastro de vacinação contra a Covid-19 no Estado, 570.270 pessoas finalizaram esse processo, segundo balanço da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), desta segunda-feira (15). Destes, 418.087 são de pessoas de Fortaleza.

O número de cadastros realizados na plataforma virtual disponibilizada pelo Estado, no entanto, é bem maior, chegando a 715.172. A Sesa esclarece que os dados precisam ser confirmados por e-mail. Sendo assim, quase 145 mil pessoas ainda estão com o processo pendente

Até o momento, 174.019 idosos com mais de 60 anos se cadastraram. Desse total, 8.560 pertencem à primeira fase do grupo prioritário, por terem mais de 75 anos - e permanecem sendo vacinados. As pessoas com comorbidades somam 66.620. 

Pessoas dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) e adultos maiores de 18 anos têm até o dia 27 de março para efetuar a inserção dos dados no sistema. 

A Sesa destaca que, apesar de o cadastro estar disponível para pessoas de 18 a 59 anos, serão imunizados inicialmente os quatro primeiros grupos prioritários.

Em Fortaleza, quem está cadastrado no site ou no aplicativo Vacine Já deve realizar um novo cadastro no sistema estadual. A plataforma da Sesa reúne dados e informações de todos os municípios.

Sistema facilitará vacinação

A vacinação seguirá o calendário de cada cidade. Os cearenses com mais de 18 anos que não se encaixam na fase em vigência da imunização terão seus dados armazenados na plataforma, a fim de facilitar a organização do plano de vacinação do Governo do Estado quando houver doses disponíveis.

Fases da vacinação

Fase 1 (em andamento): 

• População indígena aldeada;
• Idosos a partir de 60 anos institucionalizados;
• Trabalhadores de Saúde;
• Pessoas com deficiência institucionalizadas;
• Idosos a partir de 75 anos.

Fase 2:

• Povos e comunidades tradicionais quilombolas;
• Idosos a partir de 60 anos.

Fase 3:

• Pessoas com deficiência permanente grave;
• Pessoas com morbidades.

Fase 4:

• População privada de liberdade;
• Funcionários do sistema de privação de liberdade;

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza