Lixo acumulado em avenida causa transtornos a moradores do bairro Serviluz

Secretaria Regional II afirma que o trecho foi limpo na tarde desta terça-feira (7)

Legenda: Volume de resíduos na área atrapalhava a passagem de pedestres e o fluxo de veículos, ocasionando até engarrafamentos na avenida Zezé Diogo.
Foto: Prefeitura de Fortaleza/ Didulgação

Moradores do bairro Serviluz, em Fortaleza, enfrentam uma série de transtornos causados pelo acúmulo de lixo na Avenida Zezé Diogo. Populares afirmam que a coleta do lixo não é feita há cerca de duas semanas, porém o serviço continua normal em ruas vizinhas. Um dos principais medos de quem mora próximo ao local é o risco de doenças.

O material estava acumulado próximo a um canteiro de obras de  uma creche, que estava parado por conta das medidas de isolamento para evitar a propagação do novo coronavírus. O volume de resíduos na área atrapalha a passagem de pedestres e o fluxo de veículos, ocasionando até engarrafamentos.

Após pedido de esclarecimento do Sistema Verdes Mares, a Secretaria Regional II afirmou que o lixo foi removido do local, na tarde desta terça.

De acordo com a vendedora Ernana Santos, que trabalha em uma loja nas proximidades, alguns moradores e catadores também se aproveitaram da área para descartar resíduos.

"Tinha coleta de lixo toda semana, passava segunda, quarta e sexta, mas, após o decreto, a obra voltou a funcionar normal, e eles pararam a coleta. As pessoas da avenida que moram ali próximo botavam o lixo lá e a coleta passava e limpava. Só que a coleta parou, só na avenida”, disse.

Conforme a funcionária, o lixo acumulado também causa excesso de moscas em lojas da região. "O constrangimento maior é por conta das moscas e do mau cheiro", destaca.

Recolhimento do lixo

Legenda: Área foi limpa na tarde desta terça-feira (7).
Foto: Prefeitura de Fortaleza/ Divulgação

Segundo a  Secretaria Regional II, o trecho em questão foi completamente limpo e todo o entulho foi removido na tarde desta terça-feira (7). 

O órgão também informou que há coleta domiciliar na região às segundas, quartas e sextas-feiras, em horário matinal. Além disso, a Prefeitura vem intensificando a eliminação de pontos de lixo na cidade, além da presença dos 70 Ecopontos, nove deles na Regional II, que auxiliam no descarte responsável de resíduos sólidos.

"As atividades de limpeza beneficiaram 120 espaços nos bairros da Regional I, 74 na Regional II, 83 na Regional III, 150 na Regional IV, 91 na Regional V, 92 na Regional VI e 20 na Regional Centro. Como parte das políticas voltadas à gestão responsável de resíduos sólidos na Capital, a Prefeitura já instalou 70 Ecopontos em todas as Regionais, somente na Regional II foram instalados 9 Ecopontos. Os equipamentos contam com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento. O funcionamento dos Ecopontos ocorre de segunda-feira a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 17h", diz a nota.

Denúncias sobre pontos de acúmulo de lixo podem ser feitas por meio do número 156. A ligação é gratuita.