Imagens de drone auxiliaram na contenção de incêndio na Arena Castelão; veja como o teto ficou

Vídeo aéreo feito pelo Corpo de Bombeiros direcionou com exatidão os focos de incêndio na estrutura do estádio

Arena Castelão incêndio
Legenda: Fogo começou na cabine de rádio e se espalhou pelo teto da Arena Castelão
Foto: Fabiane de Paula

Parte da estrutura superior da Arena Castelão ficou danificada após o incêndio que atingiu a área das cabines de rádio neste sábado (30). Imagens aéreas gravadas pelo Corpo de Bombeiros, durante o trabalho de rescaldo para conter os focos ativos das chamas, mostram o teto queimado e ainda com fumaça. 

O vídeo serviu para orientar em tempo real o local exato para onde o caminhão auto bomba tanque, por meio da tubulação da escada magirus, deveria jogar água. Segundo o primeiro-tenente do Corpo de Bombeiros, Felipe Aguiar, que operou o drone RPA (Remotely Piloted Aircraft, na sigla em inglês), as imagens “foram essenciais” para a tomada de decisões da guarnição. 

“O drone é uma ferramenta muito útil nesse tipo de ocorrência, principalmente quando a gente fala de alturas mais elevadas, como a cobertura de um estádio. Ele informa ponto de foco, um possível ponto de rescaldo que deve ser refeito e vai ter uma visão maior da ocorrência”, considera Aguiar. 

As imagens poderão ser usadas ainda na perícia que vai apurar as causas do incêndio na cabine de rádio do estádio. “Sempre que a gente faz qualquer ocorrência com a aeronave remotamente pilotada, costuma gravar em vídeo o que está acontecendo durante o voo para que possa depois usar para instrução, para perícia ou para comunicação”, detalhou o tenente. 

Incêndio

O fogo foi controlado pelo Corpo de Bombeiros às 12h43, pouco mais de duas horas depois do registro da ocorrência via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Alguns funcionários da Arena Castelão chegaram a inalar fumaça, mas não tiveram agravamento do quadro de saúde. Os danos foram somente na estrutura física do equipamento.

Relatos do Corpo de Bombeiros dão conta de que o incêndio foi comunicado à Ciops por volta de 10h12. A primeira equipe chegou em sete minutos e a segunda, nove. Às 11h05, já estavam no local três guarnições de combate a incêndio, uma guarnição de busca e salvamento, uma guarnição de atendimento pré-hospitalar, um tanque caminhão-pipa e a escada magiru.

As guarnições confinaram o fogo às 11h32, estratégia que impediu a passagem das chamas para outros setores no estádio. Junto dos bombeiros, três equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), incluindo uma com suporte de UTI, também acompanharam a ocorrência, mas não houve registro de feridos.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados